Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Artigos sobre Franchising, Mercados, Economia, Finanças, Gestão

18 de Novembro de 2017 as 02:11:45



Os 05 erros mais comuns no início de uma Rede de Franquias, por Lucas Vetorasso, consultor



Os 05 erros mais comuns no início de uma Rede de Franquias
 
Lucas Atanazio Vetorasso,
consultor de empresas e CEO do GRUPO ATNZO.
 
 
O ramo de Franchising é, talvez, uma das formas mais sólidas de se expandir um negócio e, esta forma de crescimento, atrai empresários de todos os nichos de mercado. Quando se tem uma ideia fantástica ou já estabeleceu um negócio bem sucedido, por que não torná-lo ainda maior e melhor ao transformá-lo em uma franquia?
 
No início do caminho, deve-se lembrar que a criação ou a transformação de um negócio em uma franquia bem sucedida envolve muito mais do que uma subida ascendente. Deve haver preparação e as ferramentas certas para esta escalada. 
 
Durante o caminho, há muitas armadilhas e grande parte dos empreendedores tende a sofrer os mesmos percalços e cometer os mesmos erros. A boa notícia é que eles são evitáveis se planejados com antecedência.
 
Usar recursos com sabedoria e trabalhar com as pessoas certas pode ajudar muito em um crescimento saudável e consistente. Abaixo seguem os 05 erros mais comuns no início de uma rede de Franquias.
 
Esquizofrenia Comercial 
 
“Esse franqueado está fazendo muitas perguntas”, “Ele quer saber demais”, “estou desconfiado de que é um espião do concorrente”. Sim, inacreditavelmente, já ouvi essas mesmas frases de Franqueadores em início de operação.
 
A replicação de um negócio envolve muitas etapas. Podemos simplifica-las na transferência dos 3 “ps” – Produto, Processo e Pessoa. Os franqueados terão acesso ao seu know-how. Mesmo que a distribuição seja feita pela Franqueadora e mesmo que ele não tenha acesso a algumas “receitas”, o Franqueado deve estar presente em toda atmosfera do negócio.
 
Por este motivo, se você não está preparado para abrir as portas de sua casa, não replique seu negócio. Para ganhar em grande escala, uma empresa tem que replicar a “receita do bolo”. Os franqueados precisam se sentir conectados ao espírito da marca, e a melhor maneira de fazer isso é fazendo-os participar dos processos e planejamento. 
 
Posicionamento da marca
 
Quando vejo pessoas dizendo que “formataram uma franquia” apenas com a orientação de advogados, sei que a possibilidade de insucesso desta marca cresce consideravelmente.
 
A marca de uma empresa é o seu maior ativo, mas isso só é uma realidade para as organizações que sabem construí-la. Marcas confusas ou mesmo que transformam o negócio em um nicho limitado, podem atrapalhar o crescimento da empresa até em questões como amplitude de Mix de Produtos.
 
Usando apenas um dos exemplos da atualidade, marcas que usam expressão “Mini Salgados”, “Açaí”, “Paletas”, entre outros, dificilmente conseguirão, sem alterações de posicionamento, ampliar seu mix de produtos e se tornarem sustentáveis, além, é claro, da dificuldade de fixação da marca ao público-alvo.
 
Mas não é apenas esta a questão. Um bom posicionamento de marca é uma ação de diferenciação de uma empresa, produto, marca ou serviço por meio de atributos tangíveis ou intangíveis. Ou seja, ele é a primeira impressão de seu público alvo, é o primeiro contato que seus clientes tem com seus diferenciais competitivos antes mesmo de conhecê-los. A clareza e amplitude devem andar juntas. 
 
Legalização
 
Na formatação de uma franquia, ter um conselho jurídico de qualidade não é negociável. As documentações de sua franquia devem ser impecáveis.
 
A Circular de Oferta de Franquias deve ser redigida como um documento jurídico/comercial, já que o Candidato terá ali uma base das políticas e normas de sua empresa e, não, não é um documento padrão.
 
Sempre digo que Cof, Contrato de Franquia, Políticas comerciais, entre outros documentos, são instrumentos de previsão. Os documentos de sua franquia não são criados apenas para estarem dentro da lei. Isto também, porém, tais documentos devem prever acontecimentos rotineiros ou não que possam vir à tona durante o tempo de relacionamento contratual, em média, 05 anos. Bastante tempo para cometer erros que possam afetar a rede durante todo o período, não é mesmo? Cuidado com aconselhamentos jurídicos baratos ou inexperientes. No fim, sua rede pode se tornar um castelo de cartas. 
 
Flexibilidade
 
Alguns empresários referem-se aos negócios deles como um bebê e com razão. As empresas precisam de atenção e cuidados constantes, e esse tipo de esforço só pode ser entregue quando somos profundamente apaixonados por um conceito. No entanto, a paixão pode levar a uma visão em túnel, o que traz uma grande dificuldade em ouvir conselhos sobre os caminhos de uma marca.
 
É importante entender que às vezes é PRECISO MUDAR. Seja apaixonado, mas não rígido. Isso não significa estar sempre seguindo o fluxo, mas se você receber feedback insistente, esteja aberto para permitir que sua marca se desenvolva.
 
Território
 
Franquias são projetadas para expansão. Sim, nos sentimos muito felizes quando nossa marca está presente em várias localidades, mas é mais saudável começar a musculação levantando 10 quilos e aumentar aos poucos com um plano do que tentar levantar duzentos quilos em sua primeira visita à academia.
 
Em vez de tentar conquistar todo o país ou o globo com um só golpe, quebre a meta em peças gerenciáveis e aprenda a delegar. Franquias inteligentes são divididas em territórios gerenciados por desenvolvedores regionais que podem recrutar novos franqueados e apoiar unidades em desenvolvimento. Dividir o crescimento em territórios também ajuda o negócio a obter uma melhor visão das demografias regionais e locais que levam a iniciativas de vendas mais apertadas e marketing e mensagens mais refinadas.
 
Pode ter certeza que existem muitas outras questões a serem estudadas durante a formatação de uma franquia. Porém, espero que essas cinco dicas possam ajuda-lo a iniciar a expansão da empresa.  
 
Grupo ATNZO
Rua Ivete Gabriel Atique, 248 
Vila Maria, São José do Rio Preto – SP
(17) 3363-6501
daiane@atnzo.com.br
 


Fonte: Lucas Atanazio Vetorasso, enviada por Daiane Fontanelle, assessoria de imprensa





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
Empresas criativas e poder de concorrência 23/04/2010
Empresas criativas e poder de concorrência
 
As Consequências de um Contrato de Franquia Ineficaz - Por Patricia Barreto Gavronski*  01/04/2010
As Consequências de um Contrato de Franquia Ineficaz - Por Patricia Barreto Gavronski*
 
19/03/2010
CONTABILIDADE: A PROFISSÃO EM DESTAQUE
 
20/01/2010
Rede de franquia melhora o desempenho escolar
 
29/12/2009
ARTIGO - A profissionalização na empresa familiar, por Pedro Adachi
 
24/11/2009
O papel do BNDES como instituição de desenvolvimento econômico e social
 
18/11/2009
PEQUENAS EMPRESAS, GRANDES AMBIÇÕES
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009