Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Justiça

05 de Novembro de 2017 as 02:11:07



STJ condena juíza por venda de sentenças a empresas, contra a Receita Federal e INSS



Justiça nega recurso a juíza condenada por venda de sentenças
 
 
O recurso apresentado pela juíza condenada por vender sentenças foi negado, por unanimidade, pela sexta turma do STJ, Superior Tribunal de Justiça.
 
Assim, a pena de seis anos e oito meses, em regime semiaberto, continua valendo.
 
Além disso, a juíza federal Maria Cristina Barongeno, perdeu o cargo devido às acusações de corrupção passiva e terá de pagar multa.
 
A decisão da Justiça acompanha o parecer do Ministério Público Federal, que negou a possibilidade da apresentação de recurso após o término da ação penal. A denúncia contra a juíza foi apresentada em 2010, pelo MPF, que confirmou o vínculo dela com advogados que direcionavam ações para a vara em que atuava, com o objetivo de favorecer empresas com dívidas da previdência social. 
 
O pai dela é advogado e chegou a prestar serviços à Friboi, empresa investigada por ter sido supostamente beneficiada pelo esquema de venda de sentenças.
 
Ainda no parecer do Ministério Público Federal, a relação da condenada com os advogados é chamada de “conluio”, segundo o órgão, um crime que gerou consequências “extremamente graves”.
 
As denúncias contra a juíza Maria Cristina Barongeno foram iniciadas após investigações da Operação Têmis, entre 2007 e 2010. O objetivo era apurar a ação da quadrilha que vendia decisões judiciais para fraudar a Receita Federal e manter bingos em funcionamento.
 
Maria Cristina atuava na 23ª  Vara Cível de São Paulo.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
21/11/2013
TIRIRICA - STF arquiva ação penal contra Tiririca movida pelo Ministério Publico Eleitoral
 
20/11/2013
MENSALÃO - Joaquim Barbosa determina penas alternativas a 3 condenados
 
19/11/2013
MENSALÃO - Ministro do STF critica transferência de condenados à Brasília
 
15/11/2013
MENSALÃO - Joaquim Barbosa decidirá sobre prisão de condenados
 
16/08/2013
MENSALÃO - Bate-boca no Supremo, Joaquim Barbosa extrapola novamente
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009