Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 24 de Setembro de 2020 as 13:39:06



O MERCADO AGORA - 23.09.2020: Seção Volátil, Mercados miram Cena Externa



Conexão Mercado, Agora, em 23.09.2020 
Roger Marçal – Gerente
Mirela de Castro Rampini
Elifrancis Braga Almeida
Mercado Externo
 
Em sessão volátil, mercados operam mistos.
 
► Nos EUA, a prévia de setembro do PMI composto caiu a 54,4, de 54,6. O PMI industrial subiu de 53,1 p/ 53,5, conforme esperado, mas o de serviços desacelerou de 55,0 p/ 54,6, marginalmente abaixo dos 54,7 previstos.
 
► Powell, presidente do FED, reiterou que usarão todas as ferramentas até quando for necessário p/ apoiar a economia, mas acrescentou que a recuperação econômica dependerá do controle da covid-19 e de medidas de governo. Seu vice, Clarida, disse que a economia dos EUA está se recuperando de forma robusta, mas o apoio fiscal continua sendo necessário p/ a retomada.
 
► A Johnson&Johnson/Jansen iniciou a fase final dos testes de sua vacina. Os testes serão realizados em voluntários no Brasil, EUA e África do Sul, e tem a vantagem de estar sendo desenvolvida p/ aplicação em apenas 1 dose, ante suas concorrentes da Oxford/AstraZeneca, Sinovac e Pfizer, cujos imunizadores precisariam de 2 doses.
 
► A biofarmacêutica americana MediciNova divulgou que os testes de sua vacina p/ a covid-19 apresentaram resultados positivos. As ações dispararam 33% em NY.
 
► Quanto ao petróleo, após operar em queda na madrugada, passou a subir e acelerou  a alta após o DoE informar queda nos estoques semanais oficiais dos EUA.
 
► Bolsas: Em NY, Nasdaq e SP500 operam em queda, e o Dow Jones estável, após pressão do FED por mais apoio fiscal, e apesar de alguns destaques positivos no setor farmacêutico, entre outros. Europeias seguem majoritariamente em alta.
 
► Juros: as Yields dos treasuries operam em alta ao longo de toda a curva, em dia de recuperação técnica.
 
► Câmbio: o dólar se fortalece contra moedas principais e emergentes, após indicadores mistos e cautela pelo avanço do coronavírus.
 
Mercado Interno
 
Mercados miram cena externa, no aguardo de fatos novos na cena fiscal
 
► No Brasil, os mercados operam voláteis, com viés de cautela, de olho no exterior, enquanto aguardam fatos novos na cena fiscal. No mais, a perspectiva de apresentação por líderes do governo de proposta de criação de um tributo de transações digitais segue no radar dos investidores.
 
► O presidente da comissão mista sobre a reforma tributária, senador Roberto Rocha, comentou que o relatório deve ser votado no dia 07/10 e que não parece oportuno discutir nova CPMF.
 
► O IPCA-15 de setembro registrou alta de 0,45%, após alta de 0,23% em agosto. O resultado ficou acima da mediana das expectativas (0,39%). Em 12 meses, o indicador acumula alta de 2,65%.
 
► Em um ambiente de incertezas locais e na esteira dos efeitos da pandemia, o resultado das transações correntes ficou positivo em agosto deste ano, em US$ 3,721 bilhões. Já os Investimentos Diretos no País somaram US$ 1,430 bilhão em agosto.
 
► Dólar: opera em alta frente ao real, em linha com o movimento das demais moedas emergentes, ficando no nível em torno de R$ 5,55. Incertezas locais e cenário de juros baixos por período prolongado também pesam na moeda doméstica.
 
► Juros: apontam viés de alta na maioria dos prazos, refletindo o resultado do IPCA-15 acima da mediana + piora na projeção fiscal do ano + ruídos sobre proposta de um tributo sobre transações digitais + movimento técnico na véspera do leilão do Tesouro de prefixados + alta do dólar.
 
► Ibovespa: apresenta dinâmica volátil, embora com viés de queda, monitorando as bolsas externas e commodities, ficando no nível abaixo dos 97 mil pts. Destaque para queda de varejistas, setor financeiro e Eletrobrás.
 
Confira no anexo a íntegra do estudo preparado a respeito por BB-DIMEF, MARÇAL,Macro Estrategista Chefe, MIRELA RAMPINI e ELIFRANCIS ALMEIDA, integrantes do BB DIREF

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB-DIMEF, MARÇAL,Macro Estrategista Chefe, MIRELA RAMPINI e ELIFRANCIS ALMEIDA





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO 15/11/2020
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO
 
NATURA&CO Resultado no 3º trimestre/2020: POSITIVO 14/11/2020
NATURA&CO Resultado no 3º trimestre/2020: POSITIVO
 
COVID-19 - Brasil totaliza 164.737 óbitos, 456 nas últimas em 24 horas, nesta 6ª feirao 13/11/2020
COVID-19 - Brasil totaliza 164.737 óbitos, 456 nas últimas em 24 horas, nesta 6ª feirao
 
BTG PACTUAL Resultado no 3º Trimestre/2020 e Revisão de Preço: À Prova de Críticas 12/11/2020
BTG PACTUAL Resultado no 3º Trimestre/2020 e Revisão de Preço: À Prova de Críticas
 
JBS - Resultado 3T20 e Revisão de Preço: FORTE 12/11/2020
JBS - Resultado 3T20 e Revisão de Preço: FORTE
 
O MERCADO - ABERTURA em 12.11.2020: Queda da Bolsa e Dólar, Juros em Alta 12/11/2020
O MERCADO - ABERTURA em 12.11.2020: Queda da Bolsa e Dólar, Juros em Alta
 
WEG Revisão de Preço Nov/2020 Preço-Alvo WEGE3 Dez/2021: R$ 94,00/ação 11/11/2020
WEG Revisão de Preço Nov/2020 Preço-Alvo WEGE3 Dez/2021: R$ 94,00/ação
 
YDUQS - Resultado no 3º trimestre/2020: POSITIVO 11/11/2020
YDUQS - Resultado no 3º trimestre/2020: POSITIVO
 
OS MERCADOS FECHAMENTO em 11.11.2020: Volatilidade e Cautela 11/11/2020
OS MERCADOS FECHAMENTO em 11.11.2020: Volatilidade e Cautela
 
EMBRAER Resultado no 3º Trimestre: NEUTRO, Liquidez Preservada 11/11/2020
EMBRAER Resultado no 3º Trimestre: NEUTRO, Liquidez Preservada
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites