Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

30 de Maio de 2019 as 20:05:22



O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa sobe a 97.457 pts (+0,92%); Dólar estável R$ 3,978



Diário do Mercado na 5ª feira, 30.05.2019
 
Ibovespa prossegue ascendente com visão pró reforma da previdência     
 
Comentário.
 
O índice brasileiro subiu pelo quarto pregão consecutivo. Em suma, tem sido determinante no curto prazo a continuidade do melhor humor dos investidores, com a percepção que a articulação política do governo está mais forte, que poderá possibilitar a aprovação da reforma da previdência – inclusive, com menores alterações.
 
Também, os positivos índices das bolsas de Nova York, com uma trégua no dia dos temores em relação à guerra comercial entre Estados Unidos e China, contribuíram favoravelmente. 
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 3,9780 (+0,08%), após operar a maior parte do pregão em baixa. Os contratos de juros futuros recuaram no médio e longo prazo, pois os vencimentos curtos já vinham cedendo com a expectativa de um PIB aquém do desejável.
 
Ibovespa.
 
O Índice ascendeu pouco depois de sua abertura e antes do meio dia chegou a se aproximar dos 98 mil pts. A partir daí, cedeu ligeiramente, mas se manteve com firme ganho na parte da tarde. Ponderadamente, o setor de bancos foi o destaque do dia, se contraponto à queda da Petrobras, que foi influenciada pela baixa do petróleo no mercado internacional.
 
O Ibovespa fechou aos 97.457 pts (+0,92%), acumulando +4,09% na semana, +1,15% no mês, +10,89% no ano e +26,97% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 13,402 bilhões, sendo R$ 13,751 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 27 de maio (último dado disponível), a Bovespa apurou saída líquida de capital estrangeiro de R$ 448,482 milhões, com a retirada líquida em maio passando a R$ 5,232 bilhões neste mês. Em 2019, o saldo negativo acumulado está em R$ 4,725 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o PIB variou -0,2% (com ajuste sazonal) no 1T19 frente ao 4T18 – vale citar o consumo das Famílias (64% do total) em +0,3% e o investimento privado em -1,7% (por setores: agropecuária em -0,5%; indústria em -0,7% e serviços em +0,2%). Já em relação ao 1T18, o crescimento foi de +0,5%. Em valores correntes, o PIB 1T19 acumulou R$ 1,714 trilhões.
 
Nos EUA, a primeira revisão do PIB 1T19 mostrou crescimento de +3,1% ante +3,2% anteriormente informado, acima do consenso de +3,0%. O consumo das Famílias variou +1,3%, versus +1,2% antes divulgado – que também era o consenso de mercado.
 
Câmbio e CDS.
 
A divisa norte-americana reverteu o movimento de baixa ao longo do dia e terminou “de lado”, contrabalançando o cenário externo – visão sobre a guerra comercial - e percepção interna sobre a articulação política para reforma da previdência.
 
O dólar comercial (interbancário) fechou cotado a R$ 3,9780 (+ 0,08%), acumulando -0,92% na semana, +1,45% no mês, +2,66% no ano e +6,59% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil cedeu de 181 pts para 180 pts.
 
Juros.
 
Os juros futuros encerraram em queda na sessão regular de hoje, ainda embalados pelas expectativas dos agentes em relação à possibilidade da aprovação da reforma da Previdência.
 
Em relação à sessão anterior, assim findaram: DI janeiro/2021 em 6,56% de 6,60%; DI janeiro/2023 em 7,62% de 7,66%; DI janeiro/2025 em 8,19% de 8,22%; e DI janeiro/2027 em 8,53% de 8,55%.
 
Para semana.
 
Brasil: Taxa de desemprego (PNAD).
 
Alemanha: IPC; PIB;
 
Zona do Euro: Confiança industrial.
 
Japão:  Produção industrial.
 
China: PMI Manufatura.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado financeiro na 5ª feira, 30.05.2019, elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos.

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO 13/11/2019
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO
 
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116 13/11/2019
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116
 
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142 12/11/2019
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142
 
SANTANDER BRASIL  Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS 09/11/2019
SANTANDER BRASIL Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS
 
BRF  Resutados no 3º trimestre de 2019: POSITIVOS 09/11/2019
BRF Resutados no 3º trimestre de 2019: POSITIVOS
 
O MERCADO, 07.11: Ibovespa sobe 1,13% a 109.580 pts. Dólar a R$ 4,0920 (+0,24%) 08/11/2019
O MERCADO, 07.11: Ibovespa sobe 1,13% a 109.580 pts. Dólar a R$ 4,0920 (+0,24%)
 
O MERCADO, 06.11: Ibovespa  estável em 108.719. Dólar cai a R$ 3,993 06/11/2019
O MERCADO, 06.11: Ibovespa estável em 108.719. Dólar cai a R$ 3,993
 
O MERCADO, 05.11: Ibovespa  estável em 108.719. Dólar cai a R$ 3,993 06/11/2019
O MERCADO, 05.11: Ibovespa estável em 108.719. Dólar cai a R$ 3,993
 
USIMINAS Resultado no 3º trimestre/2019: NEGATIVO. 05/11/2019
USIMINAS Resultado no 3º trimestre/2019: NEGATIVO.
 
O MERCADO, 04.11: Ibovespa sobe 0,54% a 108.779 pts. Dólar sobe a R$ 4,011 05/11/2019
O MERCADO, 04.11: Ibovespa sobe 0,54% a 108.779 pts. Dólar sobe a R$ 4,011
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites