Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Cafeteria | Tabacaria

03 de Novembro de 2009 as 10h:16



Presença no Shopping Mueller de profissionais especializados no preparo de café



O ganhador da etapa paranaense garantiu vaga para competição nacional. O tradicional cafezinho ganha destaque no cenário mundial e passa a ser protagonista em rodas de bate-papo, casas especializadas e campeonatos.

O evento, uma das eliminatórias para o Campeonato Brasileiro, foi realizado no Shopping Mueller, Piso Cinemas. Os baristas, profissionais especializados no preparo de café, fizeram apresentações para o corpo de jurados e platéia. 
No domingo, aconteceu a etapa final que decidiu os três competidores que seguem para a etapa nacional, marcada para ocorrer em dezembro deste ano, em São Paulo.
Esta edição do evento contou também com o Cup Tasters, categoria disputada paralelamente em que os participantes precisam demonstrar habilidades sensoriais no menor tempo possível. A criação das etapas regionais destas categorias e o destaque que o assunto vem ganhando nos últimos anos só confirmam a expansão de um novo segmento paralelo ao café comercial, ou commodities - o do café especial. O mercado trabalha de maneira semelhante ao do vinho, com a vantagem que a melhor xícara de espresso custa, no máximo R$3,50 (em Curitiba). É o que chamam de luxo barato.

Mercado de cafés especiais

O mercado de cafés especiais tem crescido significativamente nos últimos anos. Curitiba conta hoje com aproximadamente 15 cafeterias focadas neste segmento, todas elas abertas nos últimos cinco anos. Geórgia Franco de 
Souza, proprietária do Lucca Cafés Especiais, com duas lojas em Curitiba e duas franquias em Salvador, vende hoje 30% a mais do que nos últimos dois anos. Por mês, são 70 mil xícaras, sem falar nas vendas indiretas de grão para outros estabelecimentos comerciais, que somam aproximadamente 150 mil xícaras mensais. "O hábito de tomar café é muito forte nos brasileiros. O que falta ainda é o hábito de freqüentar cafeterias. No exterior, a maioria das pessoas consome café fora de casa", afirma Geórgia, que completa. "Este novo hábito está crescendo muito na cidade e pode ser em função da nossa origem européia ou ainda da influência de executivos europeus que estão cada vez  mais presentes em Curitiba".

Bete Cadaval, proprietária da cafeteria Doce Morena, lembra que o Brasil é o maior produtor de café do mundo e o segundo maior consumidor. Nossa participação já representa 30% do mercado internacional e a tendência é só crescer. "Esses dados são referentes ao café como um todo, mas o mercado de cafés especiais também tem crescido proporcionalmente" explica. Nosso estado também tem participação significativa na produção, é o quarto no ranking com previsão de fechar 2008 com 2,49 milhões de sacas, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Regulamento

Para o campeonato de baristas, cada competidor fez apresentações de até 15 minutos, preparando quantas bebidas desejar. Porém, serviram apenas um espresso, um capuccino e uma bebida de criação própria a cada um dos juízes sensoriais. Para eleger os melhores baristas do Estado, foram necessários sete juízes - sendo um principal, dois técnicos e quatro sensoriais que avaliaramo trabalho dos competidores com relação à criação, aspecto visual da bebida, técnica e destreza no manuseio com os equipamentos, apresentação pessoal e até mesmo empatia com todos os presentes. Os juízes sensoriais, os únicos que não são, necessariamente, conhecedores das regras da competição, foram  previamente treinados para o julgamento. "Os juízes técnicos estiveram focados na forma como o barista preparava e os sensoriais avaliaram a bebida e o modo de servir dos competidores. Ao juiz principal coube a tarefa de fiscalizar os demais", explica Geórgia Franco de Souza, uma das juízas e também responsável pela organização do evento.

O Cup Tasters é uma categoria disputada paralelamente ao campeonato de baristas e consagra o participante que identificar, em menos tempo, oito cafés diferentes em uma mesa de 24 bebidas. As competições são feitas no sistema de chave, com dois participantes disputando em cada um delas. Segundo Laura Ranaldi, gerente de marketing do Shopping Mueller, a categoria não exige habilidade de um profissional, o que incentiva curiosos e apreciadores a participar. "Diferente do Campeonato de Baristas, o Cup Tasters pode ter participação de qualquer pessoa, mesmo aquelas que não trabalham com café. O formato da competição é democrático e divertido, finaliza Laura". O ganhador da etapa paranaense também garantiu uma vaga para a competição nacional.



Fonte: LITERAL LINK COMUNICAÇÃO INTEGRADA





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
CHÁ & ARTE  Franquia abre quinta loja em Curitiba 24/07/2019
CHÁ & ARTE Franquia abre quinta loja em Curitiba
 
DUCKBILL COOKIES AND COFFEE Rede de Franquias apresenta Modelos de Negócios 20/07/2019
DUCKBILL COOKIES AND COFFEE Rede de Franquias apresenta Modelos de Negócios
 
Investimentos - B2W DIGITAL Resultado no 1º Trimestre/2018: TopLine POSITIVO 11/05/2018
Investimentos - B2W DIGITAL Resultado no 1º Trimestre/2018: TopLine POSITIVO
 
INVESTIMENTOS - SÃO MARTINHO - Resultados no 1º trimestre/2018 19/08/2017
INVESTIMENTOS - SÃO MARTINHO - Resultados no 1º trimestre/2018
 
VOVÓ KEL - Franquia de Quitutes oferece 2 modalidades de negócios 12/05/2016
VOVÓ KEL - Franquia de Quitutes oferece 2 modalidades de negócios
 
28/10/2015
COFFEE SHOP COMPANY - Franquia de cafeterias: investimento R$ 199 mil
 
26/08/2015
COFFEE SHOP COMPANY - Franquia de cafeterias: investimento R$ 199 mil
 
16/07/2015
COFFEE SHOP COMPANY - Franquia de cafeterias: investimento R$ 199 mil
 
17/06/2015
TOSTARE CAFÉ - Franquia de cafeterias: investimento R$ 103 mil
 
12/06/2015
DELTA EXPRESSO- Franquia de café taxa de investimento R$ 120 mil a R$ 318 mil
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites