Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

17 de Junho de 2013 as 02:06:04



FAO premia Brasil e mais 37 países por reduzir a fome pela metade



FAO premia o Brasil e mais 37 países por reduzir a fome pela metade
 
A FAO Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura premiou neste domingo, 16.06,  38 países, entre eles o Brasil, por terem reduzido a fome pela metade bem antes do prazo de 2015, estabelecido pela ONU nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.
 
A meta número 1 dos Objetivos do Milênio estabelece a redução, pela metade, da proporção de pessoas com fome até 2015. O cumprimento da meta pelos países premiados considerou a diferença do número de famintos entre 1990 e 1992 e entre 2010 e 2012.
 
Além do Brasil, já cumpriram a meta, segundo a FAO: Armênia, Azerbaijão, Cuba, Djibuti, Geórgia, Gana, Guiana, Kuwait, Quirguistão, Nicarágua, Peru, São Vicente e Granadinas, Samoa, São Tomé e Príncipe, Tailândia, Turcomenistão, Venezuela, Vietnã, Argélia, Angola, Bangladesh, Benin, Camboja, Camarões, Chile, República Dominicana, Fiji, Honduras, Indonésia, Jordânia, Malawi, Maldivas, Níger, Nigéria, Panamá, Togo e Uruguai.
 
O diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano, elogiou as nações que já atingiram a meta de reduzir a fome pela metade e destacou as iniciativas regionais para garantir o acesso à alimentação.
 
“Para todos e a cada um de vocês, eu quero dizer que vocês são a prova viva de que quando as sociedades decidem pôr fim à fome, e quando há o compromisso político dos governos, podemos transformar essa vontade em ações concretas e resultados”,
disse, segundo comunicado oficial da entidade.
 
Segundo Graziano, os países que já chegaram à meta, devem manter os esforços para alcançar objetivos mais ambiciosos de combate à fome, até a completa eliminação do problema.
 
“Somos a primeira geração que pode acabar com a fome, que tem atormentado a humanidade desde o nascimento da civilização. Vamos aproveitar esta oportunidade”,
acrescentou.
 
A premiação foi entregue em cerimônia na sede da FAO, em Roma, e teve a participação de vários chefes de Estado, entre eles os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, de Honduras, Porfirio Lobo, e do Panamá, Ricardo Martinelli.


Fonte: Agência Brasil





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
REFORMA DA PREVIDÊNCIA - PEC Paralela pode ser votada nesta 3ª 19/11/2019
REFORMA DA PREVIDÊNCIA - PEC Paralela pode ser votada nesta 3ª
 
TOFFOLI revoga decisão sobre acesso aos relatórios do UIF/COAF 18/11/2019
TOFFOLI revoga decisão sobre acesso aos relatórios do UIF/COAF
 
TOFFOLI nega pedido de Aras e toca a investigação de abuso de autoridade pelo MP 16/11/2019
TOFFOLI nega pedido de Aras e toca a investigação de abuso de autoridade pelo MP
 
BRUNO COVAS deixa hospital após 23 dias internado 15/11/2019
BRUNO COVAS deixa hospital após 23 dias internado
 
Apoiadores de Guaidó deixam embaixada da Venezuela em Brasília 14/11/2019
Apoiadores de Guaidó deixam embaixada da Venezuela em Brasília
 
REFORMA DA PREVIDÊNCIA é Promulgada pelo Congresso 12/11/2019
REFORMA DA PREVIDÊNCIA é Promulgada pelo Congresso
 
FUX concede suspensão do julgamento de DALAGNOL no CNMP 12/11/2019
FUX concede suspensão do julgamento de DALAGNOL no CNMP
 
ÓDIO Advogada incitou Estupro e Assassinato das Filhas dos Ministros do STF 12/11/2019
ÓDIO Advogada incitou Estupro e Assassinato das Filhas dos Ministros do STF
 
BOLSONARO ameaça usar Lei de Segurança Nacional contra Lula 11/11/2019
BOLSONARO ameaça usar Lei de Segurança Nacional contra Lula
 
BNDES Projeto de lei proibe financiamentos a governo estrangeiros 11/11/2019
BNDES Projeto de lei proibe financiamentos a governo estrangeiros
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites