Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

08 de Outubro de 2021 as 00:10:12



DÓLAR sobe a R$ 5,517 em 07.10. IBOVESPA fecha em 110.585 pts



Dólar sobe pelo quarto dia seguido e aproxima-se de R$ 5,52
 
Bolsa de Valores perde força perto do fim da sessão e fecha estável
 
Sem reproduzir o clima de alívio no mercado internacional, o dólar subiu pelo quarto dia seguido e aproximou-se de R$ 5,52. A bolsa de valores chegou a ganhar quase 1%, mas perdeu fôlego nas horas finais de negociação e fechou estável.
 
O dólar comercial encerrou esta 5ª feira, 07.10, vendido a R$ 5,517, com alta de R$ 0,031 (+0,57%). A cotação começou o dia em baixa, passou a subir ainda pela manhã e chegou a operar estável durante a tarde, mas voltou a subir perto do fim da sessão.
 
A moeda norte-americana está no maior nível desde 20 de abril, quando tinha fechado vendida a R$ 5,55. A divisa acumula valorização de 2,76% na semana e de 6,33% em 2021.
 
Ações
 
No mercado de ações, as negociações seguiram o padrão dos últimos dias, com a bolsa operando a maior parte do dia em alta, mas perdendo força ao longo da tarde e fechando estável.
 
O índice Ibovespa, da B3 fechou aos 110.585 pontos, com pequeno ganho de 0,02%. O indicador acumula queda de 2,05% na semana e de 7,08% neste ano.
 
Partidos Democrata e Republicano obtêm acordo
 
No exterior, o dia foi tranquilo, após o anúncio de um acordo entre os Partidos Democrata e Republicano para elevar o teto da dívida pública nos EUA. O dólar caiu perante as principais moedas do planeta, e as bolsas norte-americanas fecharam com alta em torno de 1%. A calmaria, no entanto, não chegou ao Brasil.
 
A Inflação e a elevação da Selic 
 
No mercado doméstico, as negociações foram dominadas pela expectativa com a divulgação na 6ª feira, 08.10, da inflação oficial no último mês. O IPCA-15 Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15, considerado prévia do IPCA cheio, chegou a 10,59% nos 12 meses terminados em setembro.
 
Isso aumenta a pressão para que o Banco Central (BC) acelere o ritmo de aumento da taxa Selic (juros básicos da economia) na próxima reunião do Comitê de Política Monetária, no fim de outubro.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de capa da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUEDES reconhece que JUROS ALTOS traz Desaceleração na Economia 04/12/2021
GUEDES reconhece que JUROS ALTOS traz Desaceleração na Economia
 
GUIA DE AÇÕES, 03.12.2021: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 03/12/2021
GUIA DE AÇÕES, 03.12.2021: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
ENDIVIDAMENTO - 73,5% das Famílias Paulistanas estão com Dívidas 03/12/2021
ENDIVIDAMENTO - 73,5% das Famílias Paulistanas estão com Dívidas
 
PRODUTIVIDADE - Indicador da indústria cai 1,3%, no 3º trimestre 03/12/2021
PRODUTIVIDADE - Indicador da indústria cai 1,3%, no 3º trimestre
 
IBGE - Pesquisa mostra enfraquecimento do mercado de trabalho em 2020 00/00/0000
IBGE - Pesquisa mostra enfraquecimento do mercado de trabalho em 2020
 
ORÇAMENTO 2022 - Comissão Mista aprova Acréscimo de R$ 72 bi para 2022 02/12/2021
ORÇAMENTO 2022 - Comissão Mista aprova Acréscimo de R$ 72 bi para 2022
 
CNI: 7 em cada 10 Indústrias têm Dificuldades para Comprar Insumo 02/12/2021
CNI: 7 em cada 10 Indústrias têm Dificuldades para Comprar Insumo
 
VENDAS DE NATAL devem garantir crescimento de 5% no varejo paulista 02/12/2021
VENDAS DE NATAL devem garantir crescimento de 5% no varejo paulista
 
BRASIL EM RECESSÃO - PIB caiu 0,1% no 3º trimestre de 2021 02/12/2021
BRASIL EM RECESSÃO - PIB caiu 0,1% no 3º trimestre de 2021
 
BRASIL tem 13,5 Milhões de Desempregados, 30.7 Milhões Subutilizados e 5 Milhões de Desalentados 30/11/2021
BRASIL tem 13,5 Milhões de Desempregados, 30.7 Milhões Subutilizados e 5 Milhões de Desalentados
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites