Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

23 de Novembro de 2020 as 01:11:21



DEFAULTS DOS ANOS 80 podem se repetir, afirma o Banco Mundial



Banco Mundial adverte que defaults 'desordenados' da década de 80 podem se repetir
 
"Precisamos nos precaver contra fazer muito pouco agora", adverte presidente do Banco Mundial sobre aumento da dívida.
 
O presidente do Banco Mundial, David Malpass, afirmou neste sábado, 22.11, durante a cúpula virtual do G20 que não proporcionar agora um "alívio mais permanente da dívida" a alguns países poderia conduzir a um aumento da pobreza e uma repetição dos defaults "desordenados" observados na década de 1980, informa a agência Reuters.
 
Malpass elogiou o progresso realizado pelos países do G20 no aumento da transparência da dívida e seu alívio para os países mais pobres, porém, salientou que é preciso fazer mais.
 
"A redução da dívida e a transparência vão permitir um investimento produtivo, a chave para alcançar uma recuperação mais precoce, mais forte e mais duradoura", 
 
disse.
 
"Precisamos nos precaver contra fazer muito pouco agora e logo sofrer defaults desordenados e reestruturações repetidas como na década de 1980",
 
declarou o presidente do Banco Mundial.
 
A chamada "década perdida", termo empregue para descrever as crises econômicas sofridas na América Latina durante a década de 1980, deixou severamente endividados vários países da região e outras nações, incapazes de cumprir com o pagamento de suas dívidas, o que atrasou o crescimento econômico e os esforços para reduzir a pobreza.
 
Malpass advertiu que os problemas da dívida estão se tornando mais frequentes em países africanos como o Chade, Angola, Etiópia e Zâmbia. Enquanto isso, algumas nações, incluindo a China, assim como credores do setor privado, ainda se mostram relutantes quanto à necessidade de cancelar as dívidas.
 
Malpass salientou que o Banco Mundial está trabalhando em estreita colaboração com o G20 em países e regiões afetadas por debilidade econômica, conflitos e violência, como a Somália, o Líbano e a Cisjordânia.
 


Fonte: SPUTNIKNEWS





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
INSS Benefícios acima de 01 Salário Mínimo têm reajuste de 5,45% 13/01/2021
INSS Benefícios acima de 01 Salário Mínimo têm reajuste de 5,45%
 
IBGE Setor de Serviços tem o 6º mês de crescimento contínuo 13/01/2021
IBGE Setor de Serviços tem o 6º mês de crescimento contínuo
 
PLANOS DE SAÚDE Reajustes suspensos em 2020 serão cobrados em Janeiro 13/01/2021
PLANOS DE SAÚDE Reajustes suspensos em 2020 serão cobrados em Janeiro
 
SAFRA DE GRÃOS recorde em 2021, poderá atingir 260,5 milhões de ton 13/01/2021
SAFRA DE GRÃOS recorde em 2021, poderá atingir 260,5 milhões de ton
 
DÓLAR cai a R$ 5,323 (-3,29%) e IBOVESPA sobe a 123.998 pts (+0,6%) 12/01/2021
DÓLAR cai a R$ 5,323 (-3,29%) e IBOVESPA sobe a 123.998 pts (+0,6%)
 
DIEESE - Custo da Cesta Básica subiu de 17,8 a 32,89% em 12 meses, nas capitais dos estados 12/01/2021
DIEESE - Custo da Cesta Básica subiu de 17,8 a 32,89% em 12 meses, nas capitais dos estados
 
DÓLAR sobe a R$ 5,504, IBOVESPA cai 1,43% a 123.255 ptos 11/01/2021
DÓLAR sobe a R$ 5,504, IBOVESPA cai 1,43% a 123.255 ptos
 
FORD fecha fábricas no Brasil 11/01/2021
FORD fecha fábricas no Brasil
 
VENDAS CAEM 10,3% na semana do NATAL em São Paulo 11/01/2021
VENDAS CAEM 10,3% na semana do NATAL em São Paulo
 
PLANOS DE SAÚDE Procon-SP vai à Justiça contra Reajuste 11/01/2021
PLANOS DE SAÚDE Procon-SP vai à Justiça contra Reajuste
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites