Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

11 de Novembro de 2020 as 18:41:39



OS MERCADOS FECHAMENTO em 11.11.2020: Volatilidade e Cautela



CONEXÃO MERCADO – FECHAMENTO em 11.11.2020
 
Roger Marçal – Gerente
Eduardo Toneto do Livramento
Elifrancis Braga Almeida
do BB DIMEF Cenários Financeiros
MERCADO EXTERNO
 
Bolsas fecham em continuação do otimismo gerado pelas vacinas, enquanto alertas do BCE pressionaram mercado de títulos europeus.
 
► No exterior, o dia foi marcado pelo apetite pelo risco, em meio a renovação do otimismo com o desenvolvimento das vacinas contra o covid-19. Após alguns dias do anuncio de que o imunizante da Pfizer/BioNTech obteve eficácia de 90%, o diretor do Instituto de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA, Anthony Fauci, disse estar otimista com o desenvolvimento de vacinas, com a vacina da Moderna podendo ter o mesmo resultado satisfatório.
 
Também repercutiu positivamente, a notícia do governo russo de que sua vacina, Sputnik V, obteve 92% de eficácia conta o covid-19.
 
► No mais, a segunda onda de pandemia continua crítica, com o Estado de NY ordenando o fechamento de restaurantes/bares a partir das 22h, e Alemanha registrando o maior nr. de mortes (261) desde 22 de abril, com 93% dos leitos UTI ocupados.
 
► Ainda nos EUA, a Associated Press projetou vitória de Trump no Alaska, e o republicano soma agora 217 votos no colégio eleitoral, contra os 279 de Biden. Enquanto isso, a equipe de Trump tenta barrar o registro de vitória de Biden no Michigan, alegando uma série de “irregularidades” nos votos pelo correio em Detroit.
 
► Também foi confirmada vitória de mais um candidato republicano ao Senado, com o partido do presidente Trump somando 50 senadores, contra 48 dos democratas.
 
► As 2 vagas restantes serão definidas no segundo turno na Georgia (05/01/21). Ainda estão pendentes os resultados de Arizona, Georgia e Carolina do Norte.
 
 Bolsas: Em NY, os índices fecharam em nova alta, com o setor de tecnologia em destaque de alta. Na Europa, apesar da continuidade das preocupações com a piora da pandemia local, a notícia de que a Pfizer /BioNTech fechou um pacote de 300 milhões de vacinas para a região animou os investidores, que migraram para bolsas.
 
► Juros: Mercado de Treasuries fechado devido ao feriado do dia do veterano nos EUA, enquanto as yields dos Bonds alemães cederam diante da afirmativa da presidente do BCE (Christine Lagarde) de que a instituição analisará mais compras de títulos de emergência e empréstimos baratos para os bancos quando reunir seu novo pacote de estímulos no mês que vem. Pois, segundo ela, a segunda onda continuará  afetando o desempenho econômico até 2021, mesmo com uma vacina.
 
► Câmbio: Dólar fechou em alta contra praticamente todas as divisas, com destaque de exceção para a lira turca que avançou significativamente após Erdogan anunciar medidas para ganhar a confiança e credibilidade dos investidores externos.
 
MERCADO INTERNO
 
Ruídos locais seguem adicionando volatilidade e um certo viés de cautela aos negócios
 
► No Brasil, os mercados operaram voláteis e com certo viés de cautela, diante de ruídos políticos na cena local e a falta de avanços na agenda econômica.
 
► Guedes disse à CNN hoje que sua declaração de que o Brasil pode “ir para uma hiperinflação muito rápido se não rolar a dívida pública satisfatoriamente” foi apenas um “alerta” para tentar destravar as privatizações no Brasil e, assim, usar os recursos obtidos com a venda de estatais para reduzir essa dívida. No mais, o ministro ressaltou que, com o alerta, tenta afastar o risco da chamada “dominância fiscal” e consequente “endividamento em bola de neve”.
 
► O governo tentará retomar a pauta econômica no Senado a partir da próxima terçafeira, 17/11, após o primeiro turno das eleições municipais. O esforço pela retomada da agenda se intensificou após os últimos alertas de Guedes.
 
► Segundo o relatório do Goldman Sachs, o ritmo de recuperação das vendas do varejo ´pode enfraquecer nos próximos meses por uma combinação de um quadro ainda complexo da pandemia, a redução do auxílio emergencial e a aceleração da inflação
 
► Dólar:  exibiu forte volatilidade e oscilou sem direção única frente ao real, mas acabou fechando com leve viés de queda, ficando próximo de R$ 5,41, descolado do movimento da maioria das moedas emergentes.
 
► Juros: agregaram prêmios de risco em todos os prazos, refletindo os riscos fiscais e os ruídos políticos.
 
► Ibovespa: operou instável ao longo da sessão, depois de uma sequência de seis pregões seguidos de alta, com os investidores ajustando posições. Com isso, apesar do bom humor externo, o índice acabou fechando em queda, ficando no nível dos 104 mil pts, com os negócios limitados diante de declarações na cena política local e balanços corporativos. Destaque para queda de Petrobras e Eletrobrás.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por Roger Marçal, Gerente, Eduardo Toneto do Livramento e Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF Cenários Financeiros

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal, Gerente, Eduardo Toneto do Livramento e Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF Cenários Financeiros





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES 21.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 22/01/2021
GUIA DE AÇÕES 21.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 20.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 21/01/2021
GUIA DE AÇÕES 20.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 19.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 20/01/2021
GUIA DE AÇÕES 19.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 14.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 18/01/2021
GUIA DE AÇÕES 14.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 15.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 18/01/2021
GUIA DE AÇÕES 15.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 18.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 19/01/2021
GUIA DE AÇÕES 18.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
DÓLAR sobiu a R$ 5,304; IBOVESPA caiu 2,54% a 120.349 pts 15/01/2021
DÓLAR sobiu a R$ 5,304; IBOVESPA caiu 2,54% a 120.349 pts
 
GUIA DE AÇÕES 13.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 14/01/2021
GUIA DE AÇÕES 13.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 12.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 13/01/2021
GUIA DE AÇÕES 12.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
DÓLAR no menor nível do ano, R$ 5,20; IBOVESPA sobe 1,27% a 123.480 pts 14/01/2021
DÓLAR no menor nível do ano, R$ 5,20; IBOVESPA sobe 1,27% a 123.480 pts
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites