Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

06 de Novembro de 2020 as 14:31:33



O MERCADO AGORA, 13h35 de 03.11.2020: Bolsa em linha com exterior



CONEXÃO MERCADO – AGORA, às 13h35 de 06.11.2020
 
Roger Marçal – Gerente
Luiz Claudio A Liberali
Elifrancis Braga Almeida
do BB DIMEF Cenários Financeiros
MERCADO EXTERNO
 
Bolsas globais operam em realização técnica no aguardo da eleição americana.
 
► No Exterior, mercados operam no campo negativo, apesar da notícia de que o candidato Biden passou a liderar a contagem de votos no estado da Pensilvânia (20 delegados). Igualmente, os dados positivos do Payroll não foram suficientes para reverter o humor dos investidores.
 
► Nessa manhã, o conselheiro da campanha de Trump afirmou que a apuração ainda não está encerrada e refutou as projeções de Biden como vencedor nos estados da Pensilvânia, Nevada e Arizona. Além disso, afirmou que haverá recontagem na Geórgia.
 
► No mais, as preocupações com a piora da pandemia continuam sensibilizando os investidores. Os Estados Unidos registraram mais de 120 mil novos casos de infecção pelo coronavírus ontem, estabelecendo novo recorde, um aumento de 18,5% em relação ao dia anterior.
 
► Ainda nos EUA, o relatório de emprego (Payroll) indicou a criação de 638k empregos em outubro, enquanto a previsão era de 570k. A taxa de desemprego recuou de 7,9% em setembro para 6,9% em outubro (prev. 7,6%).
 
► Bolsas: Em NY e Europa, os índices operam em queda refletindo as preocupações com a pandemia e realização técnica. Destaques de queda para as ações da Amazon, Apple, Tesla e Microsoft.
 
► Juros: As yields dos treasuries operam majoritariamente em alta impactadas pela surpresa positiva com os dados do Payroll.
 
► Câmbio: O dólar opera em queda entre as principais (DXY), ainda refletindo o tom dovish (propenso à estímulos) do Fed ontem, além da perspectiva de vitória de Biden. Já em relação às emergentes, a moeda americana opera mista, com destaque de queda para a Lira Turca e Rublo Russo.
 
MERCADO INTERNO
 
Mercados locais passam por sessão de ajustes, após rali dos últimos dias, em linha com o exterior
 
► No Brasil, os mercados passam por uma sessão ajustes, embora volátil, após o rali dos últimos dias, em linha com o exterior.
 
► O IPCA de outubro subiu 0,86%, acelerando em relação ao mês anterior (0,64%), ficando levemente acima da mediana das expectativas (0,84%). No ano, o indicador acumula alta de 2,22% e, em 12 meses, de 3,92%, acima dos 3,14% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em termos de grupos, as principais contribuições vieram novamente de alimentação, artigos de residência, transportes e vestuário, enquanto a única variação negativa ficou com educação.
 
► O IGP-DI de outubro apresentou alta de 3,68%, acelerando acima da leitura anterior (3,30%), ficando acima da mediana (3,23%). O indicador foi pressionado pela aceleração dos produtos agropecuários, que passou de 8,57% para 9,51% (com destaque para soja, milho e bovinos), além da aceleração na margem de produtos industriais, 2,78% para 2,99%.
 
► Dólar: opera volátil frente ao real, no momento segue em queda, ficando no nível próximo de R$ 5,50, em meio a apuração das eleições americanas e resultado payroll acima do esperado.
 
► Juros: seguem entre margens estreitas nos prazos curtos, enquanto os médios e longos sobem de forma comedida, diante da cautela com os inflação acima do esperado e movimento técnico de realização.
 
► Ibovespa: opera instável, no momento segue em queda, em linhas com as bolsas externas, ficando no patamar dos 100 mil pts, no aguado pelo desfecho das eleições americanas. Destaque para realização de Petrobras, setor financeiro e varejistas. 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio A Liberali, Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF Cenários Financeiros.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio A Liberali, Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF Cenários Financeiros





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
DÓLAR sobiu a R$ 5,304; IBOVESPA caiu 2,54% a 120.349 pts 15/01/2021
DÓLAR sobiu a R$ 5,304; IBOVESPA caiu 2,54% a 120.349 pts
 
GUIA DE AÇÕES 13.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 14/01/2021
GUIA DE AÇÕES 13.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES 12.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 13/01/2021
GUIA DE AÇÕES 12.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
DÓLAR no menor nível do ano, R$ 5,20; IBOVESPA sobe 1,27% a 123.480 pts 14/01/2021
DÓLAR no menor nível do ano, R$ 5,20; IBOVESPA sobe 1,27% a 123.480 pts
 
GUIA DE AÇÕES 11.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 12/01/2021
GUIA DE AÇÕES 11.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 08.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 11/01/2021
GUIA DE AÇÕES, 08.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 07.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 11/01/2021
GUIA DE AÇÕES, 07.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 06.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 07/01/2021
GUIA DE AÇÕES, 06.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 05.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 06/01/2021
GUIA DE AÇÕES, 05.01.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
DÓLAR sobe a R$ 5,30, IBOVESPA cai a 119.100 pontos 06/01/2021
DÓLAR sobe a R$ 5,30, IBOVESPA cai a 119.100 pontos
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites