Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

09 de Outubro de 2020 as 18:32:41



OS MERCADOS - Fechamento em 09.10.2020: Mercados respiram com alívio nas tensões políticas



Conexão Mercado – Fechamento em 09.10.2020
Roger Marçal, Gerente
Luiz Claudio Arraes Liberali
Elifrancis Braga Almeida
BB DIMEF – Cenários Financeiros
Mercado Externo
 
Investidores assumem posições mais arriscadas esperançosos com a proposta de estímulo fiscal nos EUA. No entanto, próximo ao fechamento fazem hedge em treasuries por conta do final de semana prolongado nos EUA. 
 
► No exterior, os mercados ficaram mais animados após a sinalização de Trump para que o secretário do tesouro, Mnuchin, negocie com a presidente da Câmara, Pelosi, um pacote de estímulos fiscais no valor de US$ 1,8 trilhão, superior aos US$ 1,6 trilhão proposto anteriormente. Os dados dos estoque no atacado, menor que o previsto, divulgados no início do pregão, também contribuiu para o clima positivo.
 
► No campo negativo os mercados continuam acompanhando com cautela o recrudescimento das infecções por coronavirus nos EUA e Europa.
 
► O petróleo fechou em queda influenciado por notícias de que trabalhadores da Norwegian conseguiram fechar um acordo com a petrolífera norueguesa, e de que o número poços de petróleo em atividade nos Estados Unidos aumentaram em 4 na semana.
 
► Câmbio: Diante da possibilidade de acordo sobre o pacote fiscal nos EUA, o índice DXY fechou em queda e o dólar se desvalorizou ante as moedas emergentes.
 
► Bolsas: Em NY os índices fecharam em alta, impulsionados com a esperança por um acordo de pacote fiscal nos EUA. Destaques de alta: Microsoft, Tesla e Apple. Destaques de queda: IBM, JPMorgan, Intel e Chevron -> A queda destas ações impediu um melhor desempenho do índice Dow Jones. Já os índices europeus, fecharam mistos, apesar da renovação das expectativas diante de um pacote e estímulos nos EUA, pesaram o avanço dos casos de coronavírus, que impulsionou a adoção de medidas restritivas em algumas regiões e alguns dados regionais insatisfatórios. Destaque para a bolsa de Lisboa que apresentou o pior desempenho dentre as bolsas da região puxadas pela notícia de que um banco local está passando por problemas financeiros.
 
► Juros: As yields dos treasuries fecharam mistos, em alta os prazos curtos (até 5Y) e em queda nos demais, com os investidores assumindo certas posições de segurança diante das incertezas que pairam sobre o cenário global, dado que os mercados estarão fechados nos EUA na próxima segunda-feira por conta do feriado de Columbus Day.
 
Mercado Interno
 
Mercados respiram com alívio nas tensões políticas
 
► No Brasil, os mercados respiraram com o alívio nas tensões políticas, após declaração conjunta de Guedes e Maia em favor do andamento das reformas e na esteira do apetite por ativos de risco visto no ambiente externo. A exceção foi o mercado acionário, que não acompanhou o bom humor externo, em dia de realizações à véspera do fim de semana prolongado com feriado local.
 
► Bolsonaro voltou a dizer hoje que o auxílio emergencial não será para sempre e Maia repetiu que a PEC emergencial é prioridade, falas que se agregam ao discurso de Maia e Guedes ontem e que acrescentam um pouco de alento às preocupações recentes dos investidores.
 
► Por fim, o IPCA subiu 0,64% em setembro (ante 0,24% em agosto) e no acumulado registrou 3,13%, ainda abaixo da meta para 2020. Já o IGP-M recuou para 1,97% na 1ª prévia de outubro (contra 4,41% no mesmo período de setembro), mas o índice se mantém alto no acumulado em 12 meses, em 19,45%.
 
► Dólar: segue para fechar em queda frente ao real, em linha com o movimento das demais moedas emergentes e maior apetite ao risco no exterior, no momento cotado próximo aos R$ 5,52.
 
► Juros: fecharam em queda, com alívio nas tensões políticas e em sintonia com o câmbio.
 
► Ibovespa: fechou em queda, mas manteve o patamar dos 97 mil pontos. A bolsa brasileira não aproveitou a influência externa, descolando-se dos pares globais, em dia de realização à véspera do feriado local, após os ganhos na semana. Destaque positivo para setores de construção e varejo, enquanto Petrobras e parte do setor financeiro puxaram o índice para baixo.
 
Confira no anexo a integra do relatório a respeito, elaborado por 
Roger Marçal, GerenteLuiz Claudio Arraes Liberali, Elifrancis Braga Almeida,
do BB DIMEF – Cenários Financeiros

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Roger Marçal, Gerente, Luiz Claudio Arraes Liberali, Elifrancis Braga Almeida, do BB DIMEF–Cenários Financeiros





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES, 24.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 25/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 24.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 20.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 23/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 20.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
MARKET UPDATE Semanal de 14 a 20.11.2020 Dados Recentes da Atividade Econômica nos Principais Países 21/11/2020
MARKET UPDATE Semanal de 14 a 20.11.2020 Dados Recentes da Atividade Econômica nos Principais Países
 
GUIA DE AÇÕES, 19.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 20/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 19.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 18.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 19/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 18.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
AZUL - Resultado no 3º trimestre/2020: NEUTRO 17/11/2020
AZUL - Resultado no 3º trimestre/2020: NEUTRO
 
GUIA DE AÇÕES, 13.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 16/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 13.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
PERU busca 3º presidente em uma semana para tentar sair de crise 17/11/2020
PERU busca 3º presidente em uma semana para tentar sair de crise
 
GUIA DE AÇÕES, 16.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir 17/11/2020
GUIA DE AÇÕES, 16.11.2020: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convém investir
 
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO 15/11/2020
CCR - Resultado 3º Trimestre /2020: FRACO
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites