Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

Quarta-Feira, Dia 07 de Outubro de 2020 as 11:10:50



ÍNDICE DE REABERTURA DA ECONOMIA: Nível de Atividade 9,5% Abaixo da Pré-Pandemia



Índice de Reabertura da Economia em 06.10.2020
 
Henrique Tomaz, CFA,
e Richardi Ferreira,
do BB Investimentos
Reabertura Econômica
 
O nosso Índice de Reabertura da Economia (IRE) recupera queda ocorrida na semana passada e se aproxima do pico de 14 de setembro. O nível de reabertura da economia encontra-se 9,5% abaixo da normalidade.
 
Os dados mais recentes sugerem que a economia opera, atualmente, com 90,5% do nível pré-pandemia. O que representa uma elevação de 2,5 pontos em relação à semana anterior. Varejo e demanda por energia puxam alta
 
Reabertura da economia recupera queda da última semana
 
►  Os destaque positivos foram os mesmos indicadores que apresentaram as maiores quedas na última semana (comércio varejista e carga de energia). Sendo esses os mais relevantes do IRE, sua elevação contribuiu para a recuperação do índice que se aproxima do pico atingido em 14-set.
 
►  No comércio varejista, os setores de supermercados (+10,4 p.p.) e bares e restaurantes (+5,5 p.p.) foram os que mais observaram elevação em relação à semana anterior.
 
►  A demanda por energia elétrica, surpreendentemente, apresenta-se em patamar significativamente acima da média dos últimos 3 anos para a semana de referência (até 04-out).
 
►  Do lado negativo, o fluxo de veículos nas rodovias, bem como o índice de mobilidade urbana, apresentaram as maiores baixas.
 
Visão Geral
 
Contexto
 
O Índice de Reabertura da Economia apresenta-se como uma ferramenta de mensuração do nível de atividade econômica, construída para orientar nossos clientes, de forma que possam tomar decisões de investimentos.
 
►  A propagação do novo coronavírus por todo o mundo vem trazendo um impacto significativo e sem precedentes na atividade econômica. Enquanto não são desenvolvidos remédios e/ou vacinas para tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o enfrentamento da pandemia vem, na maior parte do mundo, sendo feito por meio de medidas de distanciamento social que incluem o fechamento do comércio e a suspensão de serviços considerados não essenciais.
 
►  Nesse contexto, entender e acompanhar a forma como os principais setores da economia são impactados, bem como sua trajetória de retorno ao ritmo normal, é um fator-chave para a antecipação de cenários e tendências.
 
►  É preciso levar em conta que há uma defasagem significativa de tempo entre a divulgação de determinado indicador e o período ao qual este se refere. A divulgação dos dados do Produto Interno Bruto trimestral, por exemplo, pode levar até dois meses após o encerramento do respectivo trimestre
 
►  Já os indicadores mensais do IBGE, cujas pesquisas permitem acompanhar o comportamento conjuntural da indústria, do comércio varejista, do setor de serviços e da agropecuária no País, levam entre 30 e 45 dias para serem divulgados. Por isso, ter à disposição indicadores que monitorem, com menor defasagem, o funcionamento da economia, representa uma vantagem considerável na construção de cenários e na antecipação de tendências que podem contribuir para o processo de tomada de decisão. .
 
►  Desta forma, o mercado vem tentando desenvolver métodos para mensurar o nível de atividade econômica, construindo indicadores com o intuito de suprir essa escassez de informações. O presente estudo apresenta-se como uma dessas ferramentas de mensuração, construída para orientar nossos clientes, de forma que possam tomar decisões a respeito do investimento em determinadas empresas e setores da bolsa, a partir de um cenário mapeado da economia.
 
►  Dado que boa parte dos indicadores referente aos últimos meses já absorveram o impacto do choque causado pelas medidas de distanciamento social, o principal objetivo deste indicador é apresentar o estágio que a nossa economia se encontra no processo de retorno à normalidade. Esse nível é observado a partir de uma escala que vai de 0 a 100, sendo que, no nível 0, a economia ainda estaria completamente parada, enquanto no nível 100, já teria retornado ao patamar prépandemia.
 
Metodologia
 
O modelo foi construído com dados de alta frequência, arranjados de forma a representar a estrutura da economia do país
 
►  Para construir o modelo, buscamos variáveis representativas dos principais setores da economia, cuja divulgação é feita em frequência diária ou semanal (dados de alta frequência). 
 
     Uma dificuldade que enfrentamos no país é que há pouca disponibilidade de dados relevantes de alta frequência assim, ao realizar a coleta de dados, tomamos o cuidado para que essas informações tivessem alguma representatividade na economia nacional, que a fonte da informação fosse confiável e que a sua divulgação fosse consistente para que não houvesse descontinuidade do indicador.
 
►  Os dados selecionados consistem em:
 
(i)    faturamento no comércio varejista; 
(ii)   injeção de carga de energia no Sistema Integrado Nacional (SIN); 
(iii)  índice de mobilidade urbana; 
(iv)  fluxo de veículos nas rodovias; 
(v)   número de decolagens de aeronaves dos principais aeroportos do país;
(vi)  índice de isolamento social; 
(vii) mecanismos de busca por assuntos relevantes da economia, em especial no setor de serviços; e 
(viii) corrente de comércio do País.
 
► Todos os dados foram arranjados individualmente de forma que a sua sazonalidade fosse tratada e, assim, fosse possível fazer uma comparação correta entre o valor corrente do indicador e o seu valor no período que consideramos ser de normalidade das atividades no País.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito, elaborado por Henrique Tomaz, CFA,  e Richardi Ferreira,  do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Henrique Tomaz, CFA, e Richardi Ferreira, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FAMÍLIAS ENDIVIDADAS Percentual chega a 66% em novembro 01/12/2020
FAMÍLIAS ENDIVIDADAS Percentual chega a 66% em novembro
 
EXXON contabiliza Prejuízo de US$ 20 Bilhões dos Investimentos em Gás de Xisto: 01/12/2020
EXXON contabiliza Prejuízo de US$ 20 Bilhões dos Investimentos em Gás de Xisto:
 
EMBRAER é alvo de ataque hacker e tem informações vazadas 01/12/2020
EMBRAER é alvo de ataque hacker e tem informações vazadas
 
Oi fecha acordo com AGU e vai pagar R$ 7 BI para União 27/11/2020
Oi fecha acordo com AGU e vai pagar R$ 7 BI para União
 
PETRÓLEO - ANP retoma a 17ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios 27/11/2020
PETRÓLEO - ANP retoma a 17ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios
 
JUROS LÁ EM CIMA - Cartão de Crédito a 317,5% e Crédito Pessoal a 771% aa 27/11/2020
JUROS LÁ EM CIMA - Cartão de Crédito a 317,5% e Crédito Pessoal a 771% aa
 
DESEMPREGO Sobe de 13,3% a 14,6% e Taxa de Subutilização, a 30,3%. Recordes. 27/11/2020
DESEMPREGO Sobe de 13,3% a 14,6% e Taxa de Subutilização, a 30,3%. Recordes.
 
IOF volta a incidir sobre Operações de Crédito, desde 25.11 26/11/2020
IOF volta a incidir sobre Operações de Crédito, desde 25.11
 
DÓLAR sobe a R$ 5,335 em dia de feriado nos EUA 26/11/2020
DÓLAR sobe a R$ 5,335 em dia de feriado nos EUA
 
CMN autoriza BC a transferir R$ 325 bi para TESOURO 27/08/2020
CMN autoriza BC a transferir R$ 325 bi para TESOURO
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites