Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Terça-Feira, Dia 02 de Junho de 2020 as 20:06:40



O MERCADO, 01.06: IBOVESPA sobe 2,74% a 91.046 pts; DÓLAR cai a R$ 5,208 (-3,32%)



Diário do Mercado na 3ª feira, 02.06.2020
 
Ibovespa segue em ascensão com otimismo na retomada doméstica
 
Comentário.
 
O índice doméstico segue avançando, neste momento, com melhores perspectivas dos investidores com o processo de reabertura da economia brasileira em diversos centros pelo país, seguindo o que já acontece em outras regiões pelo mundo. Internamente, também, um melhor ambiente político está sendo percebido pelos agentes.
 
Os juros futuros tornaram a recuar, na esteira de inflação baixa e com expectativas de mais cortes na taxa básica de juros (Selic). Ainda sobre o Brasil, vale salientar a reversão otimista dos agentes com a queda do risco-país que, além de favorecer o recuo do dólar como “proteção”, se reflete em menor aversão ao risco pelos agentes, propiciando suporte para a atual tendência ascendente do Ibovespa. A atual trajetória de alta do índice brasileiro teve início no último dia 18 de maio e ganhou mais força após o dia 25 de maio.
 
Externamente, vale destacar que os protestos contra o racismo têm se espalhado pelo território norte-americano. No dia, foi noticiado que o exército norte-americano deverá testar vacinas contra o coronavírus, que estão sendo elaboradas por alguns laboratórios.
 
Também, apesar de pairarem tensões no ar em relação à guerra comercial sino-americana, a China divulgou que continua a comprar soja dos Estados Unidos, notícia anteriormente divulgada que estaria suspensa, trazendo certo alívio aos agentes.
 
Os índices acionários em Nova York findaram positivos. Já os preços futuros dos barris de petróleo para agosto encerraram em alta, com o tipo Brent em US$ 39,56 (+3,24%) e o tipo WTI em US$ 37,06 (+3,55%).
 
O dólar comercial caiu, retornando ao patamar de meados de abril, para R$ 5,2080 (-3,32%). Os juros futuros curtos baixaram, derrubando como um todo a sua curva de estrutura a termo. 
 
Ibovespa.
 
O índice abriu ascendente e passou a maior parte da tarde rondando alta de +2,0%, subindo um pouco mais na hora final, para encerrar praticamente na máxima do dia.  Ponderadamente, se sobressaíram os papéis do setor de bancos e a Petrobras.
 
O Ibovespa fechou aos 91.046 pts (+2,74%), acumulando +4,17% na semana (e no mês), -21,27% no ano e -6,17% em 12 meses. O favorável preliminar giro financeiro da bolsa foi de R$ 29,9 bilhões, sendo R$ 26,9 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 29 de maio, houve saída de capital estrangeiro de R$ 1,219 bilhão da Bovespa, com o mês de maio encerando com retirada de R$ 7,441 bilhões (após saque líquido de -R$ 5,069 bilhões em abril).
 
Em 2020, passou a acumular saldo negativo de -R$ 76,847 bilhões (acima a saída líquida anual recorde de -R$ 44,517 bilhões em 2019).
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a Fenabrave informou que a venda de veículos foi de 62.197 unidades em maio, subindo +11,6% sobre as 55.725 unidades de abril.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) já principiou em baixa e manteve trajetória declinante até o final da primeira parte dos negócios. Na parte da tarde, operou basicamente já próximo da cotação de fechamento, sem maiores oscilações. A aversão ao risco do Brasil recuou, além do dólar se desvalorizar no mercado internacional perante as divisas de economias emergentes.
 
A moeda fechou cotada a R$ 5,2080 (-3,32%), acumulando -2,44% na semana (e no mês), +29,81% no ano e +32,69% em 12 meses.
 
Risco-Pais
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) baixou para 245 pts versus 276 pts da véspera.
 
Juros.
 
Os juros futuros caíram, derrubando como um todo sua curva de estrutura a termo. O panorama interno e externo mais ameno e otimista em relação ao Brasil favoreceu as quedas das taxas, bem como o recuou do dólar também.
 
As apostas de corte na decisão do Copom em 17 de junho próximo oscilam entre 50 pts-base e 75 pts-base – hoje pendeu um pouco mais para esta última.
 
Assim fecharam as taxas em relação ao pregão anterior:
 
DI julho/2020 em 2,59% de 2,62%;
DI outubro/2020 em 3,28% de 3,30%;
DI janeiro/2021 em 2,25% de 2,28%; 
DI janeiro/2022 em 3,06% de 3,14%;
DI janeiro/2023 em 4,09% de 4,23%;
DI janeiro/2025 em 5,75% de 5,94%;
DI janeiro/2027 em 6,73% de 6,91%.
 
Indicadores.   Vide página 3 do relatório anexo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 02.06.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 15.07: IBOVESPA sobe 1,67% a 102.113, DÓLAR, a R$ 5,3763 15/07/2020
O MERCADO, 15.07: IBOVESPA sobe 1,67% a 102.113, DÓLAR, a R$ 5,3763
 
GUIA DE AÇÕES, 15.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 15/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 15.08: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 14.07: IBOVESPA se recupera e segue NY 14/07/2020
O MERCADO, 14.07: IBOVESPA se recupera e segue NY
 
GUIA DE AÇÕES, 14.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 14/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 13.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 13/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 13.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 13.07: IBOVESPA cai 1,33% a 98.697 pts por efeito da Covid-19 nos EUA 13/07/2020
O MERCADO, 13.07: IBOVESPA cai 1,33% a 98.697 pts por efeito da Covid-19 nos EUA
 
GUIA DE AÇÕES, 10.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 10/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 10.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 10.07: IBOVESPA retorna aos 100.000 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3213 10/07/2020
O MERCADO, 10.07: IBOVESPA retorna aos 100.000 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3213
 
GUIA DE AÇÕES, 09.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 10/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 09.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 08.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 08/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 08.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites