Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 01 de Abril de 2020 as 01:04:54



O MERCADO, 31.03: IBOVESPA cai 2,17% a 73.019 pts DÓLAR sobe a R$ 5,196



Diário do Mercado na 3ª feira, 31.03.2020
 
Bolsas mantêm trajetórias voláteis com incertezas sobre cenário
 
Comentário.
 
O índice brasileiro, mais uma vez, prosseguiu colado na oscilação do índice S&P500, mas denotando perda maior, encerrando com quedas de -29,90% em março (a pior desde agosto de 1995) e de -36,86% no trimestre (a maior baixa histórica em um primeiro trimestre).
 
As bolsas de Nova York fecharam com baixas no trimestre no mínimo similares àquelas que ocorreram na crise do subprime em 2008. O petróleo também desabou nos três primeiros meses do ano, com o tipo Brent e o tipo WTI se aproximando de quase -70%. 
 
No momento, os temores dos investidores se voltaram para os possíveis alongamentos dos períodos de paralisação das economias por causa do coronavírus e seus respectivos impactos contracionistas sobre as atividades econômicas dos países, com diversos agentes elevando suas percepções de deterioração global.
 
Enfim, a tendência é que a volatilidade continue a permear os mercados, enquanto não houver uma percepção mais acurada sobre o prazo e os efeitos que o coronavírus poderão causar sobre populações e economias.
 
O dólar comercial prosseguiu avançando, fechando a R$ 5,1960 (+0,29%). Os juros futuros baixaram, com destaque para os curtos.
 
Ibovespa.
 
O índice esteve oscilante no início, mas entrou definitivamente em campo negativo após às 13:30, acentuando a perda na hora final de negócios com as realizações acompanhando as bolsas de Nova York. Ponderadamente, os papéis do setor de bancos foram os que mais pesaram sobre o índice, depois, Ambev e IRB.
 
O Ibovespa fechou aos 73.019 pts (-2,17%), acumulando -29,90% no mês, -36,86% ano e -23,47% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 24,0 bilhões, sendo R$ 21,7 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 26 de março, a Bovespa teve saída líquida de capital estrangeiro de R$ 740,013 milhões, acumulando saída líquida de R$ 21,273 bilhões em março (fevereiro: recorde de retirada mensal de -R$ 20,971 bi). Em 2020, acumula saldo negativo de -R$ 61,402 bilhões (acima da saída líquida recorde de -R$44,517 bilhões em 2019).
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a taxa de desemprego (PNAD contínua) passou a 11,6% no trimestre que findou em fevereiro, ante 11,2% no trimestre encerrado em janeiro e 12,4% no mesmo trimestre no ano passado. A taxa de informalidade situa-se em 40,6% no mercado de trabalho no trimestre até fevereiro, com 38 milhões de trabalhadores informais.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) subiu e atingiu sua segunda maior cotação histórica de fechamento, com maior aversão ao risco sobre emergentes. O Banco Central tem suprido liquidez ao mercado, mas, mesmo assim, a divisa fechou com alta de 29,5% no trimestre (a maior alta desde o trimestre encerrado em 30 de setembro de 2002, em +33,3%.
 
A moeda fechou a R$ 5,1960 (+0,29%), acumulando +16,03% no mês, +29,51% no ano e 32,69% em 12 meses.
 
Risco-País
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) foi a 276 pts versus 275 pts antes.
 
Juros.
 
Os juros futuros tiveram um dia de ajustes para baixo, com destaque para os vencimentos curtos. A visão dos agentes é que os dados que serão logo divulgados irão corroborar para elevar as apostas em corte de 50 pts-base na taxa básica de juros (Selic), hoje no piso histórico de 3,75% a.a., na decisão do Copom em 6 de maio próximo. Assim findaram as taxas em relação ao dia anterior:
 
DI julho/2020 em 3,37% de 3,41%;
DI janeiro/2021 em 3,24% de 3,40%;
DI janeiro/2022 em 4,05% de 4,17%;
DI janeiro/2023 em 5,30% de 5,36%;
DI janeiro/2025 em 6,75%;
DI janeiro/2027 em 7,48% de 7,53%.
 
Agenda. vide página 3 do anexo.
 
Empresas. Calendário de Balanços de Empresas 4T19 – vide página 4 do anexo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 31.03.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GPA  Resultado no 1º Trimeste/2020: Forte Crescimento da Receita 01/06/2020
GPA Resultado no 1º Trimeste/2020: Forte Crescimento da Receita
 
O MERCADO, 28.05: IBOVESPA cai 1,13% a 86.949 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,384 28/05/2020
O MERCADO, 28.05: IBOVESPA cai 1,13% a 86.949 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,384
 
GUIA DE AÇÕES, 28.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 28/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 28.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 27.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 27/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 27.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 27.05: IBOVESPA subiu 2,90% a 87.946 pts DÓLAR cai a R$ 5,282 27/05/2020
O MERCADO, 27.05: IBOVESPA subiu 2,90% a 87.946 pts DÓLAR cai a R$ 5,282
 
COVID-19 Brasil e Mundo Monitoramento de Impactos em Setores da Economia 25.05.2020 25/05/2020
COVID-19 Brasil e Mundo Monitoramento de Impactos em Setores da Economia 25.05.2020
 
MAGAZINE LUIZA - Resultado no 1º trimestre/2020: EXCEPCIONAL 27/05/2020
MAGAZINE LUIZA - Resultado no 1º trimestre/2020: EXCEPCIONAL
 
GUIA DE AÇÕES, 26.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 26/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 26.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 26.05: IBOVESPA cai 0,23% a 85.468 pts DÓLAR cai a R$ 5,358 26/05/2020
O MERCADO, 26.05: IBOVESPA cai 0,23% a 85.468 pts DÓLAR cai a R$ 5,358
 
BANCO INTER - Resultados no 1º Trimestre/2020: FRACO 24/05/2020
BANCO INTER - Resultados no 1º Trimestre/2020: FRACO
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites