Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

27 de Março de 2020 as 00:03:55



JBS Resultado no 4º Trimestre /2019 ROBUSTO, POSITIVO



JBS - Resultado no 4º trimestre de 2020
 
Seguindo a tendência ascendente; positivo
 
A JBS terminou o ano de maneira brilhante com outro resultado robusto. A
 
(i)   demanda consistente nos EUA,
(ii)  maiores volumes de exportação do Brasil e dos EUA e
(iii) esforços da empresa para buscar melhorias constantes no mix de produtos e canais ao longo do ano resultaram em um aumento de 21% a/a na receita do 4T19 que totalizou R$ 57 bl (5% acima de nossas estimativas e 8% acima de consenso).
 
Devido ao forte desempenho operacional, o EBITDA aumentou substancialmente 67% a/a, atingindo R$ 5,7 bl (3% acima de nossas projeções e superando em 8% o consenso), enquanto a margem atingiu quase dois dígitos 9,9% vs 7,2% no 4T18.
 
E os impactos do covid-19 nos negócios a frente? A administração declarou na teleconferência de resultados esta manhã que ainda é cedo para medir o impacto real do covid-19 nos negócios da JBS. Nos EUA, o consumo aumentou e, consequentemente, a produção. O food service, que é o canal mais impactado devido à quarentena, representa 17% do consolidado nos EUA e menos de 10% no Brasil. 
 
Em nossa opinião, dado o histórico da empresa em termos de execução, realocar a  produção para o varejo não seria um grande problema. No entanto, continuamos monitorando possíveis problemas logísticos que a empresa possa enfrentar. Por enquanto, a empresa mencionou que tem feito tudo que está ao seu alcance para garantir a segurança dos funcionários e a continuidade da operação, bem como o CAPEX, foi reafirmado.
 
É justo mencionar que a JBS fechou 2019 com uma situação financeira confortável (a alavancagem caiu de 2,18x para 2,16x no 4T18), com uma condição de liquidez favorável que consideramos importante para enfrentar o cenário desafiador esperado.
 
Destaques operacionais.
 
A JBS Beef continuou apresentando uma sólida evolução a/a. Um incremento de 4% a/a em volume e preços levou o EBITDA a US$ 580 milhões (+ 47% a/a), enquanto a margem ficou em 10%, ante 7,3% no 4T18. Por enquanto, percebemos que uma condição econômica favorável e a disponibilidade positiva de gado nos EUA impulsionaram os resultados. 
 
Seguindo o mesmo caminho positivo, preços (+ 5% a/a) e volume (+ 4% a/a) mais altos induziram o EBITDA da JBS Pork que aumentou significativamente em 78% a/a para US$ 209 milhões, com margem em 13,6% de 8,4% no 4T18. Também observamos um mix de melhorias na eficiência operacional ao longo do ano, juntamente com a forte demanda nos EUA, impulsionando os resultados de PPC no 4T19. 
 
EBITDA atingiu US$ 162 milhões, enquanto a margem passou de 4,2% para 5,3%. De fato, vemos os novos acordos comerciais entre os EUA, Japão, Coréia do Sul e China como positivos e devem induzir as exportações para as unidades dos EUA. No entanto, estamos acompanhando de perto os impactos do covid-19 nos mercados doméstico e de exportação nos EUA.
 
Pelo segundo trimestre consecutivo, a Seara surpreendeu positivamente e mostrou um forte desempenho impulsionado principalmente por maiores volumes exportados (+ 17% a/a) e um melhor mix de canais e produtos que aumentou os preços em 10% a/a no mercado doméstico.
 
Como resultado, o EBITDA subiu para R$ 706 milhões (+ 49% a/a), com margem de 12,3% (+210 bps). Para a unidade, os preços dos grãos e o oferta de frango permanecem em nosso radar.
 
Seguindo o mesmo caminho, preços mais altos no mercado interno (16% a/a), induzidos por parcerias com contas-chave, além de aumentos nos volumes exportados (+ 9% a/a), levaram a JBS Brasil a reportar margem EBITDA de 5,1% vs 3,9% no 4T18.
 
No entanto, dada a relevância da China nos resultados, as renegociações de contratos com o país asiático reduziram as margens em 340 bps q/q. No curto prazo, o novo cenário da covid-19 deve ser uma ameaça à tendência de alta observada nos últimos trimestres, em nossa opinião.
 
Embora ainda seja difícil prever o impacto real no curto prazo, a estratégia da empresa se mostrou bem-sucedida até o momento e deve sustentar margens no médio e longo prazo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do desempenho da JBS no 4º trimestre/2010, elaborado por  LUCIANA CARVALHO, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: LUCIANA CARVALHO, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GPA  Resultado no 1º Trimeste/2020: Forte Crescimento da Receita 01/06/2020
GPA Resultado no 1º Trimeste/2020: Forte Crescimento da Receita
 
O MERCADO, 28.05: IBOVESPA cai 1,13% a 86.949 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,384 28/05/2020
O MERCADO, 28.05: IBOVESPA cai 1,13% a 86.949 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,384
 
GUIA DE AÇÕES, 28.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 28/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 28.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES, 27.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 27/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 27.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 27.05: IBOVESPA subiu 2,90% a 87.946 pts DÓLAR cai a R$ 5,282 27/05/2020
O MERCADO, 27.05: IBOVESPA subiu 2,90% a 87.946 pts DÓLAR cai a R$ 5,282
 
COVID-19 Brasil e Mundo Monitoramento de Impactos em Setores da Economia 25.05.2020 25/05/2020
COVID-19 Brasil e Mundo Monitoramento de Impactos em Setores da Economia 25.05.2020
 
MAGAZINE LUIZA - Resultado no 1º trimestre/2020: EXCEPCIONAL 27/05/2020
MAGAZINE LUIZA - Resultado no 1º trimestre/2020: EXCEPCIONAL
 
GUIA DE AÇÕES, 26.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 26/05/2020
GUIA DE AÇÕES, 26.05: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 26.05: IBOVESPA cai 0,23% a 85.468 pts DÓLAR cai a R$ 5,358 26/05/2020
O MERCADO, 26.05: IBOVESPA cai 0,23% a 85.468 pts DÓLAR cai a R$ 5,358
 
BANCO INTER - Resultados no 1º Trimestre/2020: FRACO 24/05/2020
BANCO INTER - Resultados no 1º Trimestre/2020: FRACO
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites