Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Terça-Feira, Dia 10 de Março de 2020 as 21:03:42



O MERCADO, 10.03: IBOVESPA sobe 7,14% após ter caído 12,17 ontem.



Diário do Mercado na 3ª feira, 10.03.2020
 
Ibovespa tem firme repique após queda abrupta na véspera
 
Comentário.
 
O Ibovespa apresentou firme avanço de +7,14% no pregão [desta 3ª feira, 10.03], recuperando parte da perda de -12,17% da véspera, com vistoso volume financeiro.
 
A reversão altista do preço do petróleo (tipo Brent: +13,05% hoje, ante -26,55% ontem – ajustado), cuja guerra de preços e produção entre Arábia Saudita e Rússia foi responsável pela turbulência do dia anterior, motivou o comportamento nesta sessão.
 
Também, já no meio da tarde, os investidores ficaram mais otimistas com declarações do secretário do Tesouro dos EUA, que foi entendida como possibilidade de haver algum estímulo econômico pelo governo local.
 
Assim, o índice brasileiro terminou seguindo a reação das bolsas de valores norte-americanas, acompanhando a tendência do índice S&P500 após sua abertura em Nova York, mas sempre com descolamento superior. Já os mercados acionários na Europa terminaram em baixa, por conta da continuidade do temor em relação à disseminação do coronavírus no “velho continente”.
 
Na China, o número de casos novos decaiu e a situação, aparentemente, está mais controlável, tanto que o presidente chinês, Xi Jinping, foi visitar a cidade de Wuhan, que foi o núcleo inicial de onde se propagou a doença.
 
O Vix index (mensura a aversão ao risco) cedeu para 47,30 pts versus 54,46 pts na segunda-feira. Enfim, foi um pregão de melhoria, mas, vale ressaltar que em tempos de volatilidade, os agentes preferem, normalmente, “viver um dia de cada vez”, até que se defina com maior clareza uma tendência mais consistente.
 
O dólar comercial, após o recorde histórico da véspera,fechou cotado a R$ 4,6470 (-1,63%). Os juros futuros seguiram na trilha do melhor humor geral e baixaram como um todo.
 
Ibovespa.
 
O índice já abriu ascendente e pouco depois passou a oscilar ao redor dos 89.000 pts (+3,40%), intensificando sua escalada nas duas horas e meia finais, após a manifestação de membro do governo norte-americano sobre estímulos. O destaque ponderado positivo na sessão foi a Vale, seguida pela Petrobras. Individualmente, a ViaVarejo subiu 21,29% (VVAR3: R$ 11,62) e somente duas ações findaram em baixa.
 
O Ibovespa fechou aos 92.214 pts (+7,14%), passando a acumular -5,90% na semana, -11,48% no mês, -20,26% ano e -3,30% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 40,2 bilhões, sendo R$ 34,9 bilhões no mercado à vista. 
 
Capitais Externos na bolsa B3
 
No dia 6 de março, a Bovespa registrou saída líquida de capital estrangeiro de R$ 197,034 milhões, acumulando retirada líquida de R$ 5,898 bilhões em março (fevereiro: recorde de evasão líquida mensal de 20,971 bilhões). Em 2020, acumula saldo negativo de -R$ 46,027 bilhões (em 2019, retirada líquida -R$44,517 bilhões).
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil,  produção industrial cresceu +0,9% em janeiro ante -0,8% em dezembro (média móvel trimestral em -0,5%) – consenso em +0,6%, mas variou -0,9% em relação a janeiro do ano passado. O indicador passou a acumular -1,0% em 12 meses. 
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) recuou, com o mercado mais contido nesta sessão. O Banco Central já havia anunciado na noite de 2ª feira e efetuou hoje leilão de venda à vista de US$ 2 bilhões. O órgão já informou que fará leilão de US$1 bilhão em contratos de swap cambial (venda futura) nesta 4ª feira.
 
A moeda fechou a R$ 4,6470 (-1,63%), acumulando +0,30% na semana, +3,77% no mês, +15,83% no ano e +20,08% em 12 meses.
 
Risco-Pais
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) cedeu a 175 pts ante 186 pts ontem.
 
Juros.
 
Os juros futuros recuaram como um todo, devolvendo parte da alta do dia anterior, mas, ainda manteve descolamento maior na ponta longa em relação à sexta-feira passada. Assim findaram os contratos sobre a véspera:
 
DI janeiro/2021 em 3,90% de 4,01%;
DI janeiro/2022 em 4,52% de 4,63%;
DI janeiro/2023 em 5,22% de 5,37%;
DI janeiro/2024 em 5,81% de 5,94; 
DI janeiro/2025 em 6,19% de 6,35%;
DI janeiro/2027 em 6,84% de 6,95%.
 
Agenda. vide página 3 [do anexo]
 
Empresas. Calendário de Balanços de Empresas 4T19 – vide página 4 [do anexo]
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 10.03, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
BRASKEM - Resultado no 4º trimestre de 2019: NÚMEROS NEGATIVOS 09/04/2020
BRASKEM - Resultado no 4º trimestre de 2019: NÚMEROS NEGATIVOS
 
O MERCADO, 08.04: IBOVESPA sobe 2,97% a 78.624 pts. DÓLAR cai a R$ 5,142 09/04/2020
O MERCADO, 08.04: IBOVESPA sobe 2,97% a 78.624 pts. DÓLAR cai a R$ 5,142
 
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228 08/04/2020
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228
 
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290 07/04/2020
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir 04/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325 04/04/2020
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325
 
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260 03/04/2020
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir 03/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir
 
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27 02/04/2020
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir 01/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites