Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

12 de Fevereiro de 2020 as 21:32:30



O MERCADO, 12.02: IBOVESPA sobe 1,13% a 116.674 pts DÓLAR sobe a R$ 4,351



Diário do Mercado na 4ª feira, 12.02.2020
 
Ibovespa progride em conjunto com bolsas internacionais
 
Comentário.
 
O índice doméstico, em dia de vencimento de índice futuro e de opções sobre o índice, denotou um segundo pregão de firme avanço, que suplantou as três recentes sessões anteriores de baixas.
 
Em suma, a menor aversão ao risco global, com o entendimento que o coronavírus está cada vez menos perigoso, motivou o comportamento favorável no dia, com as bolsas de valores de Nova York renovando seus recordes históricos de fechamento e contagiando positivamente os demais mercados acionários pelo mundo.
 
Internamente, também, cresce a cada dia o número de protocolos de registro de empresas na CVM (Comissão de Valores Imobiliários) para realizarem aberturas de capital (oferta inicial de ações - IPO em inglês), inclusive com emissões consideradas de menor volume pelo mercado, indicando maior apetite ao risco por parte dos investidores.
 
Vale ressaltar que, neste momento, os agentes passaram a enxergar que ao longo deste ano a taxa Selic tende a permanecer em patamar baixo (hoje no piso histórico de 4,25% a.a.), além de haver a possibilidade de alguma redução adicional – que incentivaria ainda mais a renda variável.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou em novo recorde histórico, cotado a R$ 4,3510 (+0,58%). Os juros futuros cederam como um todo, com destaque para os contratos intermediários.
 
Ibovespa.
 
O índice subiu após sua abertura e oscilou com curtas variações ao redor dos 116 mil pts (+0,54%) até por volta das 14h30. A partir daí, possivelmente após a maior parte da rolagem dos vencimentos do dia, incrementou sua elevação e chegou a superar os 117.500 pts, mas arrefeceu a alta na hora e meia final de negócios.
 
O Ibovespa fechou aos 116.674 pts (+1,13%), acumulando +2,55% na semana, +2,56% no mês, +0,89% no ano e +21,32% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de cerca de R$ 30,0 bilhões, sendo R$ 27,7 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 10 de fevereiro, a Bovespa apurou entrada líquida R$ 783,099 milhões em capital estrangeiro, acumulando agora saldos negativos de -R$ 4,811 bilhões no mês e de -R$ 23,968 bilhões no ano.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, as vendas no varejo variaram -0,1% em dezembro, com ajuste sazonal, ante +0,7% em novembro – consenso em +0,2%, mas cresceram +2,6% versus dezembro de 2018. O indicador registrou alta de +1,8% em 2019. Já no varejo ampliado (que inclui material de construção e veículos), as vendas oscilaram -0,8% em dezembro, com ajuste sazonal, frente a -0,6% em novembro – consenso em -0,4%, porém evoluíram +4,1% contra dezembro de 2018. O indicador ampliado acumulou +3,9% em 2019.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) encerrou em novo recorde histórico. Aparentemente, neste momento, existe uma incerteza do mercado que gira em torno do impacto que o Brasil poderá sofrer com um possível menor crescimento da China – que é o maior parceiro comercial do País.
 
A moeda fechou a R$ 4,3510 (+0,58%), acumulando +0,72% na semana, +1,56% no mês, +8,45% no ano e +17,15% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos cedeu a 97 pts ante 99 ontem.
 
Juros.
 
Os juros futuros tiveram, basicamente, mais um dia de recuo, na esteira ainda da ata do Copom da véspera, que deixou uma porta entreaberta para algum recuo da taxa Selic ainda este ano. Em relação ao pregão anterior, assim encerraram as taxas:
 
DI janeiro/2021 em 4,23% de 4,24%;
DI janeiro/2022 em 4,79% de 4,85%;
DI janeiro/2023 em 5,37% de 5,42%;
DI janeiro/2025 em 6,03% de 6,07%;
DI janeiro/2027 em 6,39% de 6,42%.
 
Agenda.
 
Brasil: IGP-10, Volume setor de serviços; Atividade econômica;
 
EUA: IPC, Vendas varejo, Prod. Industrial, Utilização da capacidade, Estoques de empresas, Sentimento Univ de Michagan;
 
Alemanha: IPC;
 
Zona do euro: PIB;
 
Japão: PIB;
 
China: Financiamento agregado, Novos empréstimos.
 
Empresas. Calendário de Balanços de Empresas 4T19 – vide página 4 do anexo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercado na 4ª feira, 12.02.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 08.04: IBOVESPA sobe 2,97% a 78.624 pts. DÓLAR cai a R$ 5,142 09/04/2020
O MERCADO, 08.04: IBOVESPA sobe 2,97% a 78.624 pts. DÓLAR cai a R$ 5,142
 
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228 08/04/2020
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228
 
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290 07/04/2020
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir 04/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325 04/04/2020
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325
 
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260 03/04/2020
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir 03/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir
 
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27 02/04/2020
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir 01/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 01.04: IBOVESPA cai 2,17% a 70.966  pts; DÓLAR sobe a R$ 5,2600 01/04/2020
O MERCADO, 01.04: IBOVESPA cai 2,17% a 70.966 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,2600
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites