Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 16 de Janeiro de 2020 as 21:55:43



O MERCADO, 14.01: IBOVESPA sobe 0,26% a 117.632 pts. DÓLAR caiu 0,29% a R$ 4,129



Diário do Mercado na 3ª feira, 14.01.2020
 
Novas expectativas com o acordo entre EUA e China sugerem cautela aos mercados  
 
Comentário.
 
Os mercados continuam otimistas com a evolução das negociações entre EUA e China, na iminência da assinatura dos primeiros entendimentos, mas, segundo notícia veiculada hoje pela Bloomberg, as tarifas americanas sobre produtos chineses deverão permanecer vigentes, até a eleição presidencial nos EUA.
 
Como reação, os principais segmentos do mercado global assimilaram certo grau de cautela, que se traduziu em uma breve retomada de volatilidade, com aumento da busca por proteção nos títulos do Tesouro norte-americano e redução dos ganhos nas principais Bolsas internacionais.
 
No ambiente doméstico, pesou negativamente a sinalização de enfraquecimento da atividade, pelo recuo do volume do setor de serviços, dando reforço às apostas de novo corte na Selic em fevereiro. Com isso, juros futuros recuaram e a Bolsa devolveu parte da alta intradiária.
 
No mercado de câmbio, o dólar apresentou sinais mistos frente às principais moedas, mas recuou perante o real, influenciado pela inflação abaixo do esperado nos EUA e pelas expectativas com o diferencial de taxas.
 
Ibovespa.
 
O índice abriu o pregão em queda, mas passou a alternar altas e baixas sem tendência clara, encerrando o dia em valorização, aos 117.632 pontos (+0,26%), acumulando +4,50% em um mês e +24,51% em 12 meses. Em função da queda da atividade, medida pelo volume do setor de serviços, aumentaram as expectativas de corte da Selic, derrubando os juros futuros.
 
Em face deste movimento, empresas ligadas ao varejo se valorizaram, beneficiadas pela possibilidade de juros menores, e bancos recuaram. EcoRodovias e CCR reagiram positivamente com a relicitação da BR 040, enquanto a Petrobras sofreu queda, seguindo a decisão de manter a sua planta de fertilizantes ANSA e, também, afetada pela redução do preço de combustíveis.
 
O giro financeiro preliminar da Bovespa totalizou R$ 20,8 bilhões.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 10 de janeiro (último dado disponível), a Bovespa registrou saída líquida de capital estrangeiro no total de R$ 963,509 milhões. Neste mês de janeiro, o fluxo líquido de estrangeiros está negativo, em R$ 4,643 bilhões.
 
Em 2019, a saída líquida total atingiu R$ -44,517 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IBGE divulgou que o volume do setor de serviços sofreu recuo de 0,1% entre outubro e novembro, com ajuste sazonal, contra a alta de 0,8% do dado anterior, com 3 dos 5 grupos de atividades pesquisadas registrando perdas (relacionadas a transportes, correio, informação, comunicação, turismo e serviços prestados às famílias).
 
Os segmentos em alta foram serviços profissionais e administrativos. Na comparação com novembro de 2018, o volume cresceu 1,8% (descontando-se efeitos da inflação), abaixo da expectativa de 2,0%, e, em 12 meses, o dado acumulou 0,9%.
 
Nos EUA, o índice de preços ao consumidor CPI apresentou alta de 0,2% em dezembro e seu núcleo avançou 0,1%, ambos abaixo das projeções (0,3% e 0,2%, respectivamente).
 
Na China, a balança comercial registrou superávit de US$ 46,79 bilhões, acima do esperado (US$ 45,70 bilhões) e do dado anterior (US$ 38,73 bilhões).
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) iniciou o pregão em alta, mas, após a divulgação do índice de inflação dos EUA, perdeu força e fechou em queda, cotada a R$ 4,1290 (-0,29%), acumulando +0,54% em um mês e +11,56% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos se elevou, em relação ao dia anterior, de 100 para 101 pontos.
 
Juros.
 
A estrutura do DI futuro se retraiu em todos os vencimentos, com volume mediano e maior intensidade nos contratos médios e longos, assimilando ajustes decorrentes da queda do volume de serviços, divulgado hoje pelo IBGE, sinalizando enfraquecimento da atividade.
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam:
 
DI janeiro/2021 em 4,44% de 4,49%;
DI janeiro/2022 em 5,08% de 5,17%;
DI janeiro/2023 em 5,63% de 5,73%;
DI janeiro/2025 em 6,36% de 6,45%;
DI janeiro/2027 em 6,73% de 6,82%.
 
Agenda.
 
Brasil: vendas a varejo, IPC-S, IGP-10, Índice de atividade econômica IBC-Br.
 
EUA: Índice Empire State, Livro Bege, vendas a varejo, estoques das empresas, produção industrial, Sentimento da Universidade de Michigan, ofertas de empregos JOLTS.
 
China: investimento estrangeiro direto, vendas a varejo, produção industrial, PIB.
 
Zona do Euro: produção industrial, IPC.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análsie do comportamento do mercado na 3ª feira, 14.01.2020, elaborado por RENATO ODO, CNPI-P, e HENRIQUE TOMAZ DE AQUINO, CFA, ambos integrantes do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RENATO ODO, CNPI-P, e HENRIQUE TOMAZ DE AQUINO, CFA, integrantes do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
OS MERCADOS - Fechamento em 21.09.2020: Aversão ao Risco Domina Mercados 21/09/2020
OS MERCADOS - Fechamento em 21.09.2020: Aversão ao Risco Domina Mercados
 
O MERCADO  AGORA 22.09.2020 VOLATILIDADE COM CAUTELA 22/09/2020
O MERCADO AGORA 22.09.2020 VOLATILIDADE COM CAUTELA
 
CONEXÃO MERCADO – Abertura dos Mercados – 22.09.2020 22/09/2020
CONEXÃO MERCADO – Abertura dos Mercados – 22.09.2020
 
GUIA DE AÇÕES, 21.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 22/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 21.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
GUIA DE AÇÕES, 17.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 18/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 17.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
MERCADOS - Fechamento  em 18.09.2020: Mercado Interno e Externo 19/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 18.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - Fechamento  em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - Fechamento  em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 15/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista 12/09/2020
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites