Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 16 de Janeiro de 2020 as 22:01:35



O MERCADO, 15.01: IBOVESPA cai 1,04% a 116.414 pts. DÓLAR sobe 1,31% a R$ R$ 4,183



Diário do Mercado na 4ª feira, 15.01.2020
 
Otimismo com EUA não se reflete no mercado doméstico e investidores locais assimilam decepção com atividade  
 
Comentário.
 
Nem mesmo o tão aguardado acordo entre EUA e China, celebrado hoje em sua primeira fase, foi capaz de reverter os ajustes sofridos pelos ativos domésticos, em face da piora das expectativas com a atividade econômica do País.
 
A cautela emanada dos dados decepcionantes de produção industrial e do volume do setor de serviços, ao longo dos últimos dias, foi reforçada, na manhã de hoje, pela divulgação de vendas no varejo aquém do esperado pelos analistas.
 
Além disso, ponderou negativamente entre os investidores a frustração com os potenciais vetores positivos, como os estímulos da liberação parcial do FGTS e o Black Friday capturados na estatística, que não se mostraram suficientes para dar impulso mais consistente à atividade.
 
Com isso, os juros futuros recuaram, embutindo maior probabilidade de corte da Selic em fevereiro, o dólar subiu forte e a Bolsa se desvalorizou, com 56 ações em queda, absorvendo impacto mais intenso entre as companhias com maior exposição à atividade doméstica.
 
Ibovespa.
 
O índice iniciou o dia em baixa e finalizou negativo, aos 116.414 pontos (-1,04%), acumulando +3,42% em um mês e +23,77% em 12 meses.
 
Mais um indicador de atividade frustrou as expectativas (vendas a varejo) e contribuiu para recuo das estimativas e projeções de vários setores. Entre as quedas, os bancos sofreram também com a possibilidade de maior concorrência em mais um segmento (serviços de pagamento e arrecadação), juntamente com Petrobras, ainda refletindo o anúncio de redução de preço de combustíveis.
 
Em alta, IRB se beneficiou de um movimento de busca por proteção; Marfrig subiu após notícia de que foi autorizada a exportar carne produzida no Uruguai para a Arábia; Suzano acompanhou alta do câmbio e B2W ainda segue reação positiva com o anúncio de nova aquisição.
 
O giro financeiro preliminar da Bovespa totalizou R$ 32,2 bilhões, em dia de vencimento de opções (no mercado à vista, foram R$ 20,7 bilhões).
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 13 de janeiro (último dado disponível), a Bovespa registrou entrada líquida de capital estrangeiro no total de R$ 324,512 milhões. Neste mês de janeiro, o fluxo líquido de estrangeiros está negativo, em R$ 4,318 bilhões.
 
Em 2019, a saída líquida total atingiu R$ 44,517 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, as vendas no varejo apresentaram em alta de 0,6% entre outubro e novembro, com ajuste sazonal, e 2,9% na comparação com nov/2018, sem ajuste, ambas abaixo das projeções (1,1% e 3,8%, respectivamente).
 
No conceito de varejo ampliado (que inclui material de construção e veículos), as vendas se retraíram, em -0,5% em novembro, frente a outubro (com ajuste), e alta de 3,8% na comparação com nov/2018 (sem ajuste), ambas piores que as estimativas (0,5% e 5,3%, respectivamente).
 
Este dado, porém, representou o sétimo mês de alta consecutiva, que acumula 3,3% neste período.
 
Nos EUA, o Livro Bege indicou que a atividade econômica continuou em expansão modesta nas últimas seis semanas de 2019, o índice Empire State foi positivo, em 4,8, melhor que o dado anterior (3,5) e que as projeções (3,5).
 
Na Zona do Euro, produção industrial em queda de -1,5% (A/A) pior que o esperado (-1,0%) e IPC em linha com estimativas (0,8% A/A).
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) já abriu com valorização e fechou em alta, cotado a R$ 4,1830 (+1,31%), acumulando +1,85% em um mês e +12,17% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos se manteve estável em 101 pontos.
 
Juros.
 
A curva do DI futuro recuou em todos os vencimentos, com volume elevado e maior intensidade nos contratos curtos e médios, assimilando novos ajustes decorrentes da queda da atividade, pelas vendas no varejo. Em relação ao pregão anterior, assim fecharam:
 
DI janeiro/2021 em 4,39% de 4,44%;
DI janeiro/2022 em 5,02% de 5,08%;
DI janeiro/2023 em 5,59% de 5,63%;
DI janeiro/2025 em 6,34% de 6,36%;
DI janeiro/2027 em 6,74% de 6,73%.
 
Agenda.
 
Brasil: IPC-S, IGP-10, Índice de atividade econômica IBC-Br.
 
EUA: vendas a varejo, estoques das empresas, produção industrial, Sentimento da Universidade de Michigan, ofertas de empregos JOLTS.
 
China: investimento estrangeiro direto, vendas a varejo, produção industrial, PIB.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 14.01.2020, elaborado por RENATO ODO, CNPI-P, e HENRIQUE TOMAZ DE AQUINO, CFA, ambos integrantes do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RENATO ODO, CNPI-P, e HENRIQUE TOMAZ DE AQUINO, CFA, ambos integrantes do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
MERCADOS - Fechamento  em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - Fechamento  em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 15/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista 12/09/2020
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista
 
MERCADOS  Retrospectiva Semanal de 11.09.2020: Internacional e Brasil 12/09/2020
MERCADOS Retrospectiva Semanal de 11.09.2020: Internacional e Brasil
 
MERCADOS - FECHAMENTO EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo 11/09/2020
MERCADOS - FECHAMENTO EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - ABERTURA EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo 10/09/2020
MERCADOS - ABERTURA EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 09.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 10/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 09.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
GUIA DE AÇÕES, 03.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 04/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 03.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
MERCADO AGORA - Boletim Mercados Globais de 04.09.2020 04/09/2020
MERCADO AGORA - Boletim Mercados Globais de 04.09.2020
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites