Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 19 de Dezembro de 2019 as 01:12:40



O MERCADO, 18.12: IBOVESPA sobe 1,51% a 114.314 pts; DÓLAR cai a R$ 4,059



Diário de Mercado na 4ª feira, 18.12.2019
 
Ibovespa tem outro recorde em dia de vencimentos na Bovespa  
 
Comentário.
 
O índice brasileiro, em dia de vencimentos de índice futuro e de opções sobre o índice, avançou para novos recordes, tanto de pontuação, como de volume financeiro (R$ 79,6 bilhões incluindo os vencimentos do dia).
 
Após os agentes terem digerido a ata do Copom da véspera, considerada menos branda do que era estimada, voltou ao foco a progressão da economia doméstica para o próximo ano.
 
Também, somando-se a isto houve uma percepção que o diferencial de juros entre o Brasil e os Estados Unidos já não deve se estreitar muito mais, induzindo a possibilidade do real até poder se valorizar frente ao dólar, que seria mais um elemento de descompressão inflacionária, permitindo que a taxa básica de juros (Selic) permaneça em patamar baixo – hoje no piso histórico de 4,50% a.a.
 
Assim, os investidores estiveram ainda mais propensos ao risco e foram as compras, levantando ainda mais a bolsa brasileira e mantendo a trajetória de “rali de Natal” ao longo deste mês de dezembro.
 
Externamente, houve discurso sereno de membro do Fed e os índices acionários de Nova York findaram divergentes, mas “de lado”, bem próximos da estabilidade.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,0590 (-0,12%). Os juros futuros recuaram como um todo ao longo de sua estrutura a termo, com baixa maior na parte intermediária.
 
Ibovespa.
 
O índice navegava devagar desde sua abertura, com leve variação positiva, seguindo a tendência do S&P500. Contudo, a partir das 15h, os agentes apreciaram a ampla fala do Ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre questões econômicas do País e aceleraram o movimento de compras, levanto o índice a renovar seu recorde histórico.
 
O Ibovespa fechou aos 114.314 pts (+1,51%), acumulando 1,55% na semana, +5,62% no mês, +30,07% no ano e +31,99% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 79,5 bilhões, incluindo os vencimentos do dia, sendo R$ 26,9 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 16 de dezembro (último dado disponível), a Bovespa mostrou ingresso líquido de capital estrangeiro de R$ 891,787 milhões, reduzindo a saída líquida no mês a -R$ 2,490 bilhões. Em 2019, a retirada líquida cedeu a -R$ 41,746 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IGP-M na segunda prévia de dezembro variou +2,06% versus -0,01% na segunda prévia de novembro. Os seus subíndices assim oscilaram: IPA-M em +2,85% (-0,06% na segunda prévia de novembro); IPC-M em +0,74% (+0,03% na segunda prévia de novembro); e o INCC-M em 0,00% (+0,24% na segunda prévia de novembro). O indicador geral passou a acumular +7,27% no ano e +7,27% em 12 meses.
 
Câmbio e CDS
 
O dólar comercial (interbancário) oscilou ao redor de R$ 4,06 (-0,10%), com pequenas variações ao redor deste valor ao longo de toda a sessão. Em verdade, ao longo de dezembro, aumentaram as posições vendidas dos agentes, além das remessas de lucros de empresas para o exterior parecem já terem ocorrido.
 
A moeda fechou cotada a R$ 4,0590 (-0,12%), acumulando -1,17% na semana, -4,27% no mês, +4,75% no ano e +4,00% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos passou a 99 pts ante 97 pts de ontem.
 
Juros.
 
Os juros futuros recuaram ao longo de toda a sua curva de estrutura a termo, mesmo com a prévia do IGP-M acima do esperado. Em verdade, a percepção dos analistas é que os preços de carnes bovinas, que impulsionaram sazonalmente a inflação ao consumidor, já estão sinalizando arrefecimento. Amanhã pela manhã, o Banco Central divulgará seu Relatório Trimestral de Inflação (RTI).
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam:
 
DI janeiro/2020 em 4,40%;
DI janeiro/2021 em 4,60% de 4,65%;
DI janeiro/2023 em 5,92% de 5,99%;
DI janeiro/2025 em 6,56% de 6,60%;
DI janeiro/2027 em 6,90% de 6,93%.
 
Agenda.
 
Brasil:  Relatório de inflação 4T – Bacen, FGV Confiança do Consumidor, Custos de construção FGV, IPCA-15, Saldo em conta corrente, Investimento Estrangeiro Direto;
 
EUA: Índice antecedente, PIB, Consumo pessoal, PCE, Índice de confiança do consumidor da Univ. Michigan,
 
Reino Unido: BoE - Taxa de juros, PIB;
 
Japão: BoJ - Taxa de juros.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análsie do comportamento do mercado na 4ª feira, 18.12.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 18.02, 3ª feira. Avalie se convém investir 18/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 18.02, 3ª feira. Avalie se convém investir
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.02, 2ª feira. Avalie se convém investir 17/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.02, 2ª feira. Avalie se convém investir
 
ALIMENTOS & BEBIDAS - Resultado no 4º trimestre/2019: Números fortes para Carne 17/02/2020
ALIMENTOS & BEBIDAS - Resultado no 4º trimestre/2019: Números fortes para Carne
 
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro 17/02/2020
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro
 
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas 17/02/2020
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas
 
JHSF - Resultados no 4º trimestre/2020: Números Positivos 17/02/2020
JHSF - Resultados no 4º trimestre/2020: Números Positivos
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir 15/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300 14/02/2020
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300
 
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC 14/02/2020
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC
 
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020 14/02/2020
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites