Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sábado, Dia 07 de Dezembro de 2019 as 23:12:58



O MERCADO, 06.12: IBOVESPA sobe 0,46% a 111.125 pts. DÓLAR cai 1,0% a R$ 4,146



Diário do Mercado na 6ª feira, 06.12.2019
 
Ibovespa sustenta rali e fecha mais um pregão em recorde 
 
Comentário.
 
O índice doméstico proveu um rali de alta nesta primeira semana de dezembro, na qual subiu +2,67% e terminou em recorde histórico de fechamento, com destaques individuais para algumas ações do setor de varejo e do setor de construção civil.
 
A percepção atual dos agentes de mais um recuo da taxa Selic na próxima semana e a permanência de juros baixos por um período prolongado, com inflação contida, e recentes dados econômicos considerados melhores deram impulso ao otimismo dos investidores.
 
As altas dos índices acionários de Nova York, apoiadas no dia por números melhores do que os esperados do mercado de trabalho norte-americano, favorecerem a trajetória do índice brasileiro.
        
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,1460 (-1,00%). Os juros futuros tombaram como um todo a sua curva de estrutura a termo – destaque para os contratos intermediários.
 
Ibovespa
 
O índice principiou ascendente e pouco depois da primeira hora de negócios chegou a se aproximar dos 111.500 pts. Depois, arrefeceu um pouco e passou o restante da sessão já circundando sua pontuação de fechamento (recorde).
 
O Ibovespa fechou aos 111.125 pts (+0,46%), acumulando +2,67% na semana, +26,44% no ano e +25,08% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 17,9 bilhões, sendo R$ 16,4 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 4 de dezembro (último dado disponível), a Bovespa teve saída líquida de -R$ 1260,734 milhões de capital estrangeiro, apurando saldo negativo de -R$ 669,068 no mês. Em 2019, a retirada líquida passou a -R$ 39,924 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IPCA variou +0,51% em novembro versus +0,10% em outubro - pouco acima do consenso de +0,47%. Os grupos Alimentação e Bebidas (+0,72%), Despesas Pessoais (+1,24%) e Habitação (+0,71% ) foram os responsáveis principais pela elevação, contribuindo ponderadamente com +0,18 p.p., +0,13 p.p. e +0,11 p.p. no índice geral, respectivamente. O indicador acumula agora +3,12% no ano e +3,27% em 12 meses. 
 
Nos EUA, a criação de vagas na economia (payroll) foi de 266 mil em novembro ante 156 mil em outubro (revisado de 128 mil), acima do consenso de 184 mil. A taxa de desemprego cedeu para 3,5% contra 3,6% em outubro. O índice de confiança do consumidor subiu a 99,2 na prévia de dezembro frente a 96,8 no mês de novembro.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) desceu pelo quinto pregão seguido – hoje acompanhando seu comportamento perante demais moedas emergentes, além do otimismo com o futuro da economia doméstica.
 
A divisa encerrou cotada a R$ 4,1460 (-1,00%),  acumulando -2,22% na semana, +6,99% no ano e +6,86% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos baixou para 118 pts versus em 121 pts na véspera.
 
Juros.
 
Os juros futuros caíram e derrubaram como um todo a sua curva de estrutura a termo. Em verdade, em relação a um mês atrás, as taxas mais curtas já estão mais baixas, mas as intermediárias e longas ainda estão maiores. O dado de inflação (IPCA) divulgado não diminuiu a percepção dos agentes de corte de 50 pts-base na taxa Selic, para 4,50% a.a., no próximo dia 11 de dezembro na reunião do Copom.
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam os contratos:
 
DI janeiro/2020 em 4,54% de 4,58%;
DI janeiro/2021 em 4,60% de 4,70%;
DI janeiro/2022 em 5,21% de 5,35%;
DI janeiro/2023 em 5,72% de 5,85%;
DI janeiro/2025 em 6,35% de 6,44%;
DI janeiro/2027 em 6,70% de 6,77%.
 
Agenda.
 
Vide página 4 do relatório anexo. 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 6ª feira, 06.12.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T , do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T , do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 25/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184 25/01/2020
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184
 
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175 23/01/2020
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175
 
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205 22/01/2020
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205
 
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206 22/01/2020
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir 21/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir
 
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020 18/01/2020
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 18/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010 18/01/2020
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir 16/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites