Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

28 de Novembro de 2019 as 22:11:08



O MERCADO, 28.11: IBOVESPA sobe 0,54% a 108.290 pts. DÓLAR cai a R$ 4,215



Diário do Mercado na 5ª feira, 28.11.2019
 
Ibovespa termina avançando com perspectiva de juro mais baixo
 
Comentário.
 
O índice brasileiro parecia que não teria maiores oscilações no dia, mas do meio da tarde em diante seguiu ascendente com maior expectativa dos agentes que a taxa Selic realmente recuará, como previsto anteriormente, 50 pts-base em dezembro próximo.
 
Os negócios foram parcialmente inibidos pelo feriado nacional norte-americano do “Dia de Ação de Graças” (“Thanksgiving Day”), dado que os mercados financeiros ficaram fechados em Nova York. Também, vale lembrar que nesta sexta-feira as bolsas em Wall Street  funcionarão com horário reduzido por conta do “Black Friday” – dia nacional de liquidação geral de produtos no varejo.
 
Neste panorama, pode-se dizer até que o volume financeiro da doméstico bem razoável. De toda a forma, uma melhor tendência para os índices acionários só será mais relevante a partir do primeiro pregão de dezembro – mês que também o giro médio tende a ser mais contido com a proximidade das festividades de final de ano.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,2150 (-1,01%), cedendo após três pregões seguidos de altas. As taxas de juros futuros recuaram como um todo.
 
Ibovespa.
 
O índice chegou a ter pequena baixa após sua abertura e veio abaixo dos 107.500 pts. Entretanto, logo reagiu e passou o restante da sessão já rondando sua pontuação de fechamento com leves variações.
 
O Ibovespa findou aos 108.290 pts (+0,54%), acumulando  -0,37% na semana, +1,00% no mês, +23,21% no ano e +21,33% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 12,8 bilhões, sendo R$ 11,5 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na B3
 
No dia 26 de novembro (último dado disponível), a Bovespa apresentou retirada de R$ 2,069 milhões de capital estrangeiro, com a saída líquida passando a -R$ 7,719 bilhões em novembro. Em 2019, o saldo negativo líquido acumulado situa-se em -R$ 38,123 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IGP-M (inflação ao atacado) variou +0,30% em novembro versus +0,68% em outubro, vindo acima do consenso de +0,13%. Os seus subíndices assim oscilaram: o IPA-M em +0,36% (+1,02% em outubro); o IPC-M em +0,20% (-0,05% em outubro); e o INCC-M em +0,15% (+0,12% em outubro). O indicador passou a acumular +5,11% no ano e +3,97% em 12 meses.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) terminou influenciado por alguns fatores no dia. O Banco Central efetuou leilão de moeda à vista pela manhã e houve revisão de dados na balança comercial, com o saldo até a quarta semana de novembro revertendo um déficit de -US$ 1,099 bilhão para um superávit de US$ 2,717 bilhões. Também, anteriores três dias de altas, que renovaram sucessivamente recordes históricos de fechamento desde o plano real (1994), motivaram realizações de ganhos.
 
A moeda encerrou cotada a R$ 4,2150 (-1,10%), acumulando +0,55% na semana, +5,06% no mês, +8,77% no ano e +9,85% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos permaneceu em 125 pts.
 
Juros.
 
Os juros futuros chegaram a subir pela manhã. Todavia, a ratificação da percepção dos agentes que o afrouxamento monetário com redução de 50 pts-base na taxa Selic  em dezembro próximo derrubou sua curva de estrutura a termo como um todo na parte da tarde.
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam os contratos: DI janeiro/2020 em 4,67% de 4,68%; DI janeiro/2021 em 4,69% de 4,75%; DI janeiro/2022 em 5,36% de 5,44%; DI janeiro/2023 em 5,89% de 5,99%; DI janeiro/2025 em 6,54% de 6,60%; DI janeiro/2027 em 6,87% de 6,94%.
 
Agenda.
 
Brasil: Taxa de desemprego, Resultados primário e nominal do setor público; França: PIB; Japão: Prod. Ind.; China: PMI manufaturado PMI não manufaturado.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 5ª feira, 28.11.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 25/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184 25/01/2020
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184
 
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175 23/01/2020
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175
 
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205 22/01/2020
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205
 
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206 22/01/2020
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir 21/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir
 
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020 18/01/2020
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 18/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010 18/01/2020
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir 16/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites