Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

20 de Junho de 2019 as 19:06:13



DESEMPREGO elevado aumentou inadimplência das famílias, diz FecomercioSP



Número de famílias endividadas aumenta para 56% em maio em São Paulo
 
Alto índice de desemprego fez inadimplência crescer, diz FecomercioSP
 
A proporção de famílias endividadas na capital paulista aumentou para 56,5% em maio deste ano, em relação a abril (55,2%). Segundo levantamento da FECOMERCIOSP Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, na comparação com o mesmo período do ano passado,a alta foi de 5,4 pontos percentuais, o que significa 227 mil famílias endividadas a mais do que em maio de 2018.
 
De acordo com a FecomercioSP, o alto índice de desemprego também levou ao aumento da taxa de inadimplência, que chegou a 20,5% em maio. Isso significa que 804,3 mil famílias não pagaram a dívida até a data do vencimento, com crescimento de 53 mil em um ano, próximo do maior patamar histórico, de 21,8%, registrado em abril de 2012.
 
Também em maio, houve queda de 1,8% na intenção de consumo das famílias e de 1,6% na propensão de comprar algum produto financiado nos próximos três meses, na comparação com o mês de abril. A Federação do Comércio ressalta que o percentual de renda comprometida com dívida tem permanecido em torno de 28,5% ao longo dos meses.
 
“É bom evitar o repasse de aumento de preços ao cliente, já não tão disposto a comprar", diz, em nota, a FecomercioSP. "Por isso, é preciso se empenhar na negociação com os fornecedores, com atenção ao câmbio e à inflação, ainda que seja necessário reduzir a margem de lucro. Assim, será possível manter o fluxo de caixa e fazer o estoque girar.”
 
Segundo a entidade, os comerciantes precisam oferecer opções variadas de pagamento aos clientes, o que pode ser uma forma positiva de garantir vendas, além de descontos no pagamento à vista e de disponibilizar parcelamento da compra. A FecomercioSP lembra que os consumidores têm enfrentado restrições de créditos nas grandes instituições.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de capa da Redação JF

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
PETROBRAS apresenta resultados positivos no 3º trimestre 18/10/2019
PETROBRAS apresenta resultados positivos no 3º trimestre
 
PETRÓLEO em Praias do Nordeste Especialistas Comentam 16/10/2019
PETRÓLEO em Praias do Nordeste Especialistas Comentam
 
PETROBRAS anuncia afretamento de plataformas para a Bacia de Campos 16/10/2019
PETROBRAS anuncia afretamento de plataformas para a Bacia de Campos
 
FREE SHOP Nova cota para compras em 2020: US$ 1.000 14/10/2019
FREE SHOP Nova cota para compras em 2020: US$ 1.000
 
PETRÓLEO Leilão Fora do Pré Sal arrecada R$ 8,9 BI: 12 lotes arrematados, dos 36 11/10/2019
PETRÓLEO Leilão Fora do Pré Sal arrecada R$ 8,9 BI: 12 lotes arrematados, dos 36
 
INDÚSTRIA perde relevância no Brasil, avalia economista do IEDI 10/10/2019
INDÚSTRIA perde relevância no Brasil, avalia economista do IEDI
 
COMPETITIVIDADE Brasil é 71º no Ranking Internacional 10/10/2019
COMPETITIVIDADE Brasil é 71º no Ranking Internacional
 
GÁS NATURAL  Petrobras assina parceria exploratória com empresa da Noruega 10/10/2019
GÁS NATURAL Petrobras assina parceria exploratória com empresa da Noruega
 
DOLARIZAÇÃO - BC propõe lei para 08/10/2019
DOLARIZAÇÃO - BC propõe lei para "modernizar mercado de câmbio"
 
BB, CAIXA e PETROBRAS não estão no radar do governo para serem privatizadas. 06/10/2019
BB, CAIXA e PETROBRAS não estão no radar do governo para serem privatizadas.
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites