Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 15 de Maio de 2019 as 01:05:48



O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 92.092 (+0,4%). Dólar estavel em R$ 3,976



Diário do Mercado na 3ª feira, 14.05.2019
 
Dia de repique com certo alívio do tom dos EUA na guerra comercial 
 
Comentário.
 
Os principais mercados acionários pelo mundo tiveram dia de reação, ainda dentro da tendência baixista que tem predominado neste mês de maio.  O Ibovespa foi beneficiado por este comportamento externo e mostrou pequena elevação, mas com volume financeiro aquém do desejável. 
 
Donald Trump, após ter proferido anteriormente citações e tomado atitudes mais duras, em relação à guerra comercial contra a China, declarou neste momento que “estamos em uma posição muito melhor agora do que qualquer acordo que pudéssemos ter feito”, além disto, afirmou que as conversas estão em andamento e alegou que poderia fazer um acordo a qualquer momento.
 
Os agentes consideraram isto como uma postura mais amena dos EUA e as bolsas de valores avançaram mundo afora. Todavia, apesar deste pontual armistício, nada está garantido, parecendo mais um retórico jogo de palavras, sem qualquer direcionamento para uma consistente definição da questão.
 
Domesticamente, a Comissão Especial da Câmara prossegue, sem novidades, a sua incumbência de avaliar o mérito do texto da reforma da Previdência, que poderá consumir até quarenta sessões.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 3,9760 (-0,08%). Os juros futuros recuaram em toda ao longo de sua curva de estrutura a termo, com destaque para parte intermediária, por conta da ata do Copom e do indicador do setor de serviços inferior ao consenso.  
 
Ibovespa.
 
O índice começou em veloz repique, favorecido pelos positivos futuros dos índices de Wall Street. Mas, pouco depois esmoreceu rapidamente e chegou a operar em campo negativo antes do meio dia. A partir daí, reagiu e, mesmo oscilante, permaneceu com pequena alta, acompanhando a tendência positiva das bolsas de Nova York.
 
O Ibovespa fechou aos 92.092 pts (+0,40%), acumulando -2,30% na semana, -4,42% no mês, +4,78% no ano e +8,05% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 10,879 bilhões, sendo R$ 10,624 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 10 de maio (último dado disponível), ocorreu retirada líquida de capital estrangeiro de R$ 400,473 milhões na Bovespa, subindo a saída líquida em maio para R$ 2,006 bilhões em maio. Em 2019, o saldo negativo situa-se em R$ 1,499 bilhão.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) terminou “de lado, com declarações dos EUA sobre a guerra comercial com a China. A divisa fechou cotada a R$ 3,9760 (-0,08%), acumulando +0,79% na semana, +1,40% no mês, +2,61% no ano e +9,65% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil cedeu a 175 ante 176 pts da véspera. 
 
Juros.
 
Os juros futuros encerraram em queda a sessão regular de hoje, com a ata do Copom e um indicador econômico mais fraco.
 
Em relação à véspera, assim findaram: DI janeiro/2020 em 6,40% de 6,41%; DI janeiro/2021 em 6,85% de 6,92%; DI janeiro/2023 em 7,99% de 8,05%; DI janeiro/2025 em 8,56% de 8,60%; e DI janeiro/2027 em 8,89% de 8,93%.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o setor de serviços caiu 0,7% em março frente a fevereiro, registrando o terceiro recuo mensal seguido, e teve queda de 2,3% ante março de 2018. 
 
Na ata do Copom, o Banco Central informou que deixará de usar a frase de “cautela, serenidade e perseverança” a partir do próximo encontro, entendendo que a mensagem já foi absorvida. A retirada desses termos não deve ser entendida como uma mudança na forma de condução da política monetária, segundo o Bacen.” Ademais, sinalizou a percepção de atividade fraca e que o PIB poderá ficar levemente negativo no 1º trimestre deste ano. 
 
Para a semana.
 
Brasil: Coleta de impostos; Atividade Econômica; IGP-10; e IPC FIPE.
 
EUA: Vendas no varejo; Produção industrial; Construção e Licenças de casas novas; Índice antecedente e Confiança Univ. de Michigan.
 
Alemanha e Zona do Euro: PIB.
 
China: Produção industrial e Vendas no varejo.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório da análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 14.05.2019, elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos    

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 13.09: Ibovespa cai 0,83% a 103.501 pts. Dólar sobe a R$ 4,086 13/09/2019
O MERCADO, 13.09: Ibovespa cai 0,83% a 103.501 pts. Dólar sobe a R$ 4,086
 
O MERCADO, 12.09: Ibovespa sobe 0,89%, Dólar cai face ao Panorama Externo Melhor 13/09/2019
O MERCADO, 12.09: Ibovespa sobe 0,89%, Dólar cai face ao Panorama Externo Melhor
 
PETROBRAS - Visita à plataforma P-68 - Relatório BB-BI 07/09/2019
PETROBRAS - Visita à plataforma P-68 - Relatório BB-BI
 
O MERCADO, 05.09: Ibovespa sobe com NY. Dólar a R$ 4,110 06/09/2019
O MERCADO, 05.09: Ibovespa sobe com NY. Dólar a R$ 4,110
 
O MERCADO, 06.09: Ibovespa sobe a 102.935 pts (+0,68%). Dólar cai a R$ 4,080 07/09/2019
O MERCADO, 06.09: Ibovespa sobe a 102.935 pts (+0,68%). Dólar cai a R$ 4,080
 
O MERCADO, 09.09: Ibovespa sobe a 103.180 (+0,24%). Dólar sobe a R$ 4,098 09/09/2019
O MERCADO, 09.09: Ibovespa sobe a 103.180 (+0,24%). Dólar sobe a R$ 4,098
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 10.09 Avalie se convém Investir 10/09/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 10.09 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 10.09: Ibovespa em trajetória errática, Dólar estável a R$ 4,095 10/09/2019
O MERCADO, 10.09: Ibovespa em trajetória errática, Dólar estável a R$ 4,095
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 04.09 Avalie se convém Investir 05/09/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 04.09 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 04.09: Ibovespa sobe 1,52% a 101.200 pts. Dólar cai a R$ 4,105 04/09/2019
O MERCADO, 04.09: Ibovespa sobe 1,52% a 101.200 pts. Dólar cai a R$ 4,105
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites