Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Justiça

12 de Abril de 2019 as 20:04:28



CASO EVALDO - STM mantém prisão de militares acusados de matar o músico



STM mantém prisão de militares acusados de matar músico
 
O ministro do STM Superior Tribunal Militar e general de Exército Lúcio Mário de Barros Goes decidiu manter a prisão preventiva, nesta 6ª feira, 12.04, de nove militares acusados de atirar contra um carro, matar um homem e ferir duas pessoas, no Rio de Janeiro, no domingo, 07.04.
 
O magistrado entendeu que não há irregularidades na decisão da Justiça Militar no Rio que determinou a prisão dos integrantes do Exército, que faziam o patrulhamento da localidade.
 
"Destacou a referida autoridade judiciária que, no caso em tela, foram desrespeitadas as regras de engajamento que devem pautar a atuação dos militares, o que culminou na prática delitiva",
 
afirmou.
 
Operação
 
O músico Evaldo dos Santos Rosa foi morto em uma operação do Exército, em Guadalupe, na zona oeste da cidade. O carro em que estava a família foi atingido por mais de 80 tiros disparados pelos militares. Evaldo, a mulher, o filho de 7 anos, o sogro e uma amiga da família estavam indo para um chá de bebê.
 
O músico foi atingido por três tiros e morreu na hora. O sogro, Sérgio Gonçalves de Araújo, recebeu um tiro nas costas e outro no glúteo. Os tiros atingiram também um homem que tentava socorrer a família.
 
Segundo a viúva de Evaldo, Luciana Nogueira, não houve confronto, e os tiros começaram assim que o carro da família entrou na rua.
 
Defesa
 
A previsão é que a análise definitiva do habeas corpus seja feita pelo STM, na próxima semana.
 
A defesa acredita na concessão do HC. O advogado Paulo Henrique Pinto de Mello, representante dos militares, argumenta que a pena do crime pelo qual estão presos é de no máximo seis meses de detenção. Eles são acusados de infringir o Artigo 324 do Código Penal Militar, que trata do descumprimento de lei, regulamento ou instrução.
 
Acusação
 
O Ministério Público, durante a audiência de custódia na última 4ª feira, pediu a inclusão no processo dos artigos de homicídio doloso e tentativa de homicídio, sob argumento de que as regras sobre ação dos militares impõem restrições, como só atirar em oponentes claramente identificados e em membros inferiores.
 
O procurador Luciano Moreira Gorrilhas disse que é "inafastável" que os fatos tratam, em tese, de homicídio doloso e tentativa de homicídio.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
STF Ministro FUX libera para julgamento o processo contra DALAGNOL no CNMP 19/11/2019
STF Ministro FUX libera para julgamento o processo contra DALAGNOL no CNMP
 
MP - Decisão de Toffoli sobre Dados Financeiros suspende 935 ações 18/11/2019
MP - Decisão de Toffoli sobre Dados Financeiros suspende 935 ações
 
STF derruba a Prisão após 2ª Instância com votação de 6 x 5 07/11/2019
STF derruba a Prisão após 2ª Instância com votação de 6 x 5
 
CONDOMÍNIO DO BOLSONARO - Porteiro vai levando a Culpa 30/10/2019
CONDOMÍNIO DO BOLSONARO - Porteiro vai levando a Culpa
 
GILMAR MENDES manda soltar GAROTINHO e ROSINHA 31/10/2019
GILMAR MENDES manda soltar GAROTINHO e ROSINHA
 
PROCURADORA do DF pede Absolvição de LULA  e DILMA 18/10/2019
PROCURADORA do DF pede Absolvição de LULA e DILMA
 
TRF2 permite a TEMER  sair do Brasil para palestra na Inglaterra 10/10/2019
TRF2 permite a TEMER sair do Brasil para palestra na Inglaterra
 
FACHIN manda soltar ex-gerente da Petrobras preso na Lava Jato 03/10/2019
FACHIN manda soltar ex-gerente da Petrobras preso na Lava Jato
 
GILMAR MENDES chama Moro e Procuradores de 02/10/2019
GILMAR MENDES chama Moro e Procuradores de "Gangsters a conduzir investigações"
 
Desembargador libera ida de Temer à Inglaterra para palestra 27/09/2019
Desembargador libera ida de Temer à Inglaterra para palestra
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites