Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

15 de Agosto de 2018 as 02:08:36



HADDAD Reverter a Oligopolização do Sistema Bancário é Prioridade



Haddad diz que reforma do Sistema Bancário é prioridade
 
A uma plateia de empresários dos setores de comércio e de serviços, o candidato a vice-presidente da República na chapa do PT, Fernando Haddad, representando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, disse nesta 3ª feira, 14.08, que uma das primeiras medidas de uma eventual administração petista será a reforma do sistema bancário para diminuir os juros ao crédito.
 
“Temos que dar um basta à oligopolização dos bancos, e isso não virá sem dor para os banqueiros”,
 
afirmou.
 
“Vamos ter que conviver por muito tempo com quatro ou cinco bancos respondendo por 80%, 90% do crédito. Teremos que mudar a legislação tributária dos bancos: quanto mais o banco cobrar de spread [bancário], mais impostos vai ter que pagar”.
 
Além de Haddad, outros quatro candidatos à Presidência da República participam do Diálogo Eleitor, promovido pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), que reúne oito instituições dos dois setores.
 
Ao representar o ex-presidente Lula no debate, Haddad, ex-prefeito de São Paulo e coordenador do programa de governo do PT, destacou que a chapa encabeçada por Lula será registrada nesta 4ª feira, 15.08, no TSE Tribunal Superior Eleitoral.
 
“Fico feliz de a Unecs ter aberto a possibilidade de um representante do presidente Lula trazer a sua mensagem. Faço isso na condição de seu companheiro de chapa”,
 
disse.
 
 
Reforma Tributária
 
Para destravar a economia, em um eventual governo do PT, Haddad defendeu a reforma tributária com a adoção do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), a isenção de Imposto de Renda para quem ganha até cinco salários mínimos e a tributação de dividendos.
 
 
Teto dos Gastos Públicos 
 
Outra medida apontada por Haddad é a manutenção da responsabilidade fiscal, mas sem a adoção do teto dos gastos públicos para que o Estado possa continuar a fazer investimentos.
 
“O chamado teto do gastos inviabiliza a gestão pública”,
 
destacou.
 
“Não faz sentido manter o Estado congelado por 20 anos. Ele precisa ter alguma folga orçamentária para permitir que com gastos eficientes e transparentes, busquemos produtividade na infraestrutura”.
 
 
Previdência Social
 
Perguntado sobre a reforma da Previdência, Haddad defendeu o debate sobre o tema com a população, por meio de mesas redondas com governadores e prefeitos para discutir os regimes próprios do funcionalismo.
 
Disse ainda que é possível pensar em um referendo para discutir o assunto, mas observou que o programa de governo do PT não vai “penalizar os mais pobres”.
 
 
Programa Habitacional
 
Segundo o candidato a vice, o plano de governo do PT prevê a retomada de obras paradas de programas como o Minha Casa, Minha Vida, para gerar empregos na construção civil no curto prazo. Haddad ressaltou que o programa habitacional vai se concentrar em áreas com infraestrutura urbana já instalada.
 
 
Crime Organizado e Fronteiras
 
Questionado sobre segurança nas fronteiras, Haddad afirmou que, se a chapa for eleita, a gestão petista vai antecipar a entrega do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). Outra proposta é estabelecer que a Polícia Federal faça o “ciclo completo” do combate ao crime organizado.
 
 
Outros Debatedores
 
Pela manhã, os presidenciáveis Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT) e Henrique Meirelles (MDB) debateram suas propostas para a retomada da economia, especialmente para a modernização do ambiente de negócios. O último a apresentar os principais pontos de seu programa de governo é o candidato Geraldo Alckmin (PSDB).


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
TARIFAS DE ÔNIBUS Justiça suspende aumento  em São Paulo 16/02/2019
TARIFAS DE ÔNIBUS Justiça suspende aumento em São Paulo
 
HOMOFOBIA  Celso de Mello admite Omissão do Congresso em não criminalizar 15/02/2019
HOMOFOBIA Celso de Mello admite Omissão do Congresso em não criminalizar
 
REFORMA DA PREVIDÊNCIA Bolsonaro aprova idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres 14/02/2019
REFORMA DA PREVIDÊNCIA Bolsonaro aprova idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres
 
BOLSONARO tem alta hospitalar e segue a Brasília 13/02/2019
BOLSONARO tem alta hospitalar e segue a Brasília
 
PREVIDÊNCIA - Texto da Reforma pronto, aguarda Bolsonaro 12/02/2019
PREVIDÊNCIA - Texto da Reforma pronto, aguarda Bolsonaro
 
EMBRAER - 181 jatos executivos e comerciais entreges em 2018 11/02/2019
EMBRAER - 181 jatos executivos e comerciais entreges em 2018
 
BOLSONARO quer que PF identifique responsáveis por Facada 10/02/2019
BOLSONARO quer que PF identifique responsáveis por Facada
 
Ministro da Saúde defende Educação Sexual nas Escolas 09/02/2019
Ministro da Saúde defende Educação Sexual nas Escolas
 
CT DO FLAMENGO  Prefeitura do Rio pediu interdição em 2017 09/02/2019
CT DO FLAMENGO Prefeitura do Rio pediu interdição em 2017
 
CARTEIRA DE TRABALHO VERDE E AMARELA Guedes defende a Redução de Direitos e Custos Trabalhistas 07/02/2019
CARTEIRA DE TRABALHO VERDE E AMARELA Guedes defende a Redução de Direitos e Custos Trabalhistas
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009