Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

01 de Julho de 2018 as 23:07:35



eSOCIAL - Microempreendedor e Empresa devem aderir a partir de 1º de Julho



Microempreendedor e empresa devem aderir ao eSocial a partir de 1º de Julho
 
 
A partir deste domingo, 01.07, os microempreendedores individuais (MEI) e as micro, pequenas e médias empresas terão de aderir ao eSocial, ferramenta que reúne e simplifica a prestação de informações trabalhistas ao governo federal.
 
Desde janeiro, o envio dos dados era obrigatório a grandes empresas que faturam mais de R$ 78 milhões por ano.
 
Agora, o eSocial está sendo estendido a todas as empresas e aos microempreendedores individuais. Em 2019, será a vez de as instituições públicas federais aderirem ao sistema, conforme cronograma estabelecido pelo governo federal em outubro do ano passado.
 
Segundo a Receita Federal, a mudança abrangerá pelo menos 7,2 milhões de microempreendedores individuais e 4,8 milhões de micro e pequenas empresas inscritas no Simples Nacional. O número de médias empresas que precisam se cadastrar no sistema não foi divulgado.
 
Qualquer empresa com mais de um funcionário terá de adquirir um certificado digital, assinatura digital com validade jurídica que garante proteção a operações eletrônicas vendida por empresas especializadas, para aderir ao eSocial. Os microempreendedores individuais, que podem ter até um empregado, precisarão apenas cadastrar um código de acesso para inserir as informações trabalhistas.
 
Criado em 2013, o eSocial unifica a prestação, por parte do empregador, de informações relativas aos empregados. Dados como o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e de Informações à Previdência Social (GFIP) e informações pedidas pela Receita Federal são enviados em um único ambiente ao governo federal.
 
Por meio do eSocial, os vínculos empregatícios, as contribuições previdenciárias, a folha de pagamento, eventuais acidentes de trabalho, os avisos prévios, as escriturações fiscais e os depósitos no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) são comunicados pela internet ao governo federal. A ferramenta reduz a burocracia e facilita a fiscalização das obrigações trabalhistas.
 
Primeiramente, o sistema tornou-se obrigatório para os empregadores domésticos, em outubro de 2015. Num módulo simplificado na página do eSocial, os patrões geram uma guia única de pagamento do Simples Doméstico, regime que unifica as contribuições e os encargos da categoria profissional.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
IMPOSTO DE RENDA 2,6 milhões de Contribuintes recebem Rrestituição do IR 18/09/2018
IMPOSTO DE RENDA 2,6 milhões de Contribuintes recebem Rrestituição do IR
 
CRISE DE 2008 - Crise Fiscal e Desindustrialização no Brasil 15/09/2018
CRISE DE 2008 - Crise Fiscal e Desindustrialização no Brasil
 
CÂMBIO Dólar encerra em queda a R$ 4,14 nesta 4ª feira 12/09/2018
CÂMBIO Dólar encerra em queda a R$ 4,14 nesta 4ª feira
 
GASOLINA sobe 1,02% nessa 5ª feira 12/09/2018
GASOLINA sobe 1,02% nessa 5ª feira
 
PRODUÇÃO INDUSTRIAL recua, segundo IBGE 11/09/2018
PRODUÇÃO INDUSTRIAL recua, segundo IBGE
 
CÂMBIO Dólar fecha em queda cotado a R$ 4,0935 11/09/2018
CÂMBIO Dólar fecha em queda cotado a R$ 4,0935
 
PETROBRAS reduz estimativa da dívida líquida para US$ 69 BI 11/09/2018
PETROBRAS reduz estimativa da dívida líquida para US$ 69 BI
 
IPEA Indicador de Investimentos tem queda de 1% 07/09/2018
IPEA Indicador de Investimentos tem queda de 1%
 
POUPANÇA Captação alcança R$ 5,8 bi em agosto, 07/09/2018
POUPANÇA Captação alcança R$ 5,8 bi em agosto,
 
INFLAÇÃO da Construção Civil cai de 0,52% para 0,36% 06/09/2018
INFLAÇÃO da Construção Civil cai de 0,52% para 0,36%
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009