Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

Sexta-Feira, Dia 13 de Abril de 2018 as 16:04:05



FORO PRIVILEGIADO Cármen Lúcia marca julgamento para dia 2 de maio



Cármen Lúcia marca para dia 2 de maio julgamento de foro privilegiado
 
 
A presidente do STF Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, marcou para 4ª feira, dia 2 de maio, o julgamento da ação que pode resultar na restrição do foro privilegiado.
 
O julgamento foi iniciado em plenário, em novembro do ano passado, mas foi interrompido por pedido de vista do ministro Dias Toffoli, que devolveu o processo, no fim do mês passado, para inclusão na pauta.
 
Antes da interrupção do julgamento, oito integrantes da Corte manifestaram-se a favor de algum tipo de restrição na competência da Corte Suprema para julgar crimes praticados por deputados e senadores. No entanto, há divergências sobre a situação dos processos que já estão em andamento.
 
De acordo com a maioria formada, deputados federais e senadores somente devem responder a processos no STF se o crime for praticado no exercício do mandato. No caso de delitos praticados antes do exercício do mandato, o parlamentar seria processado pela primeira instância da Justiça, como qualquer cidadão.
 
O voto condutor do julgamento foi proferido em junho do ano passado pelo relator, ministro Luís Roberto Barroso. De acordo com o ministro, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato.
 
O caso concreto que está sendo julgado envolve a restrição de foro do atual prefeito de Cabo Frio (RJ), o ex-deputado federal Marcos da Rocha Mendes. Ele chegou a ser empossado como suplente do deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ), mas renunciou ao mandato parlamentar para assumir o cargo no município.
 
O prefeito responde a uma ação penal no Supremo por suposta compra de votos, mas, em função da posse no Executivo municipal, o ministro Barroso manifestou-se pelo retorno do processo à primeira instância da Justiça Eleitoral.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
EMBRAER & BOEING  Comandante da Aeronáutica defende Joint-Venture 04/07/2018
EMBRAER & BOEING Comandante da Aeronáutica defende Joint-Venture
 
HERÓI Decisão de Lewandowski faz Petrobras suspender venda das 4 Refinarias 03/07/2018
HERÓI Decisão de Lewandowski faz Petrobras suspender venda das 4 Refinarias
 
EIKE BATISTA condenado a 30 anos de prisão em regime fechado 03/07/2018
EIKE BATISTA condenado a 30 anos de prisão em regime fechado
 
DIAS TOFFOLI cassa decisão do juiz Moro e livra José Dirceu de tornozeleira 03/07/2018
DIAS TOFFOLI cassa decisão do juiz Moro e livra José Dirceu de tornozeleira
 
DIAS TÓFFOLI arquiva inquérito contra deputado Bruno Araújo 03/07/2018
DIAS TÓFFOLI arquiva inquérito contra deputado Bruno Araújo
 
SRF EM RECESSO - Cármen Lúcia julgará recursos urgentes  02/07/2018
SRF EM RECESSO - Cármen Lúcia julgará recursos urgentes
 
TEMER Pesquisa CNI-Ibope aponta recuo na confiança do governo de 8% para 6% 02/07/2018
TEMER Pesquisa CNI-Ibope aponta recuo na confiança do governo de 8% para 6%
 
GILMAR MENDES arquiva inquérito sobre AÉCIO NEVES no caso de Furnas 30/06/2018
GILMAR MENDES arquiva inquérito sobre AÉCIO NEVES no caso de Furnas
 
STF ALEXANDRE DE MORAIS nega pedido de liberdade a LULA 30/06/2018
STF ALEXANDRE DE MORAIS nega pedido de liberdade a LULA
 
GILMAR MENDES nega ação contra Prisão em 2ª instância 30/06/2018
GILMAR MENDES nega ação contra Prisão em 2ª instância
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009