Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

08 de Março de 2018 as 17:03:10



INVESTIMENTOS - OURO FINO - Resultados do 4º trimestre/2017



OURO FINO  -   Resultados do 4º trimestre/2017 
 
Positivo. Recuperando forma
 
 
A Ouro Fino registrou um lucro líquido de R $ 22,6 milhões no 4T17 contra perdas de R $ 12,2 milhões no mesmo período do ano passado. O EBITDA ajustado atingiu R $ 40,7 milhões, com margem EBITDA de 25,1%.
 
Em 2017, a receita líquida atingiu R $ 505,3 mn (+ 10,7% aa e 0,6% abaixo das nossas estimativas) e lucro líquido no valor de R $ 37,9 milhões (32,2% abaixo das nossas estimativas), contra perdas de R $ 5,4 milhões em 2016.
 
 
Contexto operacional.
 
Ourofino mostrou outra recuperação trimestral devido a
 
(i) esforços de reestruturação ao longo do ano,
(ii) o aumento do volume negociado e
(iii) melhores preços, especialmente na linha dos bovinos, mas também impulsionados pela retomada econômica doméstica que resultou em ganhos na linha de animais domésticos.
 
Também positivamente, houve uma melhoria das margens devido ao CPV crescendo a um ritmo mais lento do que as receitas.
 
As despesas gerais e administrativas reduziram-se em 4,6% aa, enquanto as despesas financeiras caíram 34,4% aa, em detrimento dos pagamentos de dívidas durante o período. Afinal, a empresa acabou com um lucro líquido de R $ 22,6 milhões e margem líquida de 14,0%.
 
A receita líquida no 4T17 aumentou 64,5% aa e atingiu R $ 162,0 milhões, como segue: Produção de animais. As vendas no segmento atingiram R $ 133,2 milhões (+ 73,9% aa), representando 82,2% das receitas da empresa no período. O crescimento está relacionado ao aumento das margens dos produtos e a uma melhor combinação, especialmente nos produtos da espécie bovina.
 
 
Animais de estimação.
 
As vendas no segmento atingiram R $ 14,5 milhões (+ 25,0% aa) e responderam por 9,0% das receitas da empresa. A retomada econômica doméstica, juntamente com as melhorias no poder de compra, fizeram a diferença durante o trimestre.
 
 
Operações internacionais.
 
Este segmento representou 8,8% das receitas da empresa no período, atingindo R $ 14,3 milhões (+ 38,8% aa). Os esforços feitos pela empresa com o objetivo de consolidar sua marca no México e na Colômbia resultaram em melhores resultados. No entanto, os efeitos da FX contra o BRL penalizaram os números da empresa.
 
 
SG & A.
 
Chegou a BRL 52,5 milhões no trimestre (+ 4,6% aa). No entanto, como percentual da receita líquida, essas despesas apresentaram redução de 18,6 p.p. ano/ano, refletindo positivamente o processo de reestruturação que começou no final de 2016 e foi completamente concluído.
 
Ainda assim, a empresa continua melhorando suas políticas e procedimentos visando reduzir ainda mais as despesas operacionais como um todo.
 
 
Resultados financeiros, endividamento e FCF.
 
Os resultados financeiros foram negativos em R $ 4,2 milhões no 4T17 (-34,4% aa), devido à redução da dívida no período (assentamentos de ~ R $ 95 milhões).
 
Nesse sentido, a dívida líquida diminuiu para R $ 200,2 milhões (-7,1% q / q), com o índice de dívida líquida / EBITDA (ajuste de BB-BI) positivamente decrescente para 2,1x no 4T17 de 3,7 vezes no trimestre anterior.
 
Quanto ao FCF, esperamos uma geração de caixa ainda forte de operações durante o primeiro trimestre de 2018, após melhorias em relação a recebíveis (116 dias no final de 2017 vs 130 dias em 2016) e beneficiando o nível de endividamento da empresa.
 
 
Outlook.
 
Nós classificamos os resultados do 4T17 da Ourofino como positivos. O aumento nas vendas e margens, juntamente com a redução nas despesas administrativas e administrativas e despesas financeiras, impulsionou a linha de fundo e colocou a empresa de volta ao bom caminho.
 
No entanto, consideramos apenas como uma recuperação completa quando a empresa atingiu razoavelmente os números de 2015. Por enquanto, esperamos melhorias nos próximos trimestres provenientes:
 
(i)  expansão no segmento de cuidados de saúde animal beneficiando a divisão de animais de produção;
(ii) crescimento no portfólio de produtos da empresa com melhores margens;
(iii) maiores vendas de vacinas contra a febre aftosa;
(iv) a retomada econômica brasileira; e
(v)  novas licenças de produtos internacionais, melhorando seu portfólio internacional.
 
 
Outperform 
 
Tudo em nós mantemos a recomendação Outperform para OFSA3 e nosso preço-alvo YE18 de R$29 por ação.
 
 
 
Confira no anexo a integra do relatório de análise do desempenho da OURO FINO no 4º trimestre/2017, elaborado por MÁRCIO MONTES, CNPI Analista integrante da equipe do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: MÁRCIO MONTES, CNPI Analista integrante da equipe do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 19.10. Programe seu Investimento 20/10/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 19.10. Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 6ª feira: Ibovespa sobe 0,44%. Dólar cai a R$3,715 19/10/2018
O MERCADO na 6ª feira: Ibovespa sobe 0,44%. Dólar cai a R$3,715
 
O MERCADO na 5ª feira: Azedou o Cenário Externo e também o Doméstico 18/10/2018
O MERCADO na 5ª feira: Azedou o Cenário Externo e também o Doméstico
 
O MERCADO na 3ª feira: Ibovespa sobe 2,83%. Dólar cai a R$ 3,722 17/10/2018
O MERCADO na 3ª feira: Ibovespa sobe 2,83%. Dólar cai a R$ 3,722
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 15.10 Programe seu Investimento 15/10/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 15.10 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 2ª feira: Ibovespa sobe 0,53%. Dólar cai a R$ 3,738 15/10/2018
O MERCADO 2ª feira: Ibovespa sobe 0,53%. Dólar cai a R$ 3,738
 
LOJAS  RENNER  Investor Day 2018 e Revisão de Preço 13/10/2018
LOJAS RENNER Investor Day 2018 e Revisão de Preço
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 11.10. Programe seu Investimento 12/10/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 11.10. Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 5ª feira: Ibovespa cai 0,95%. Dólar sobe a R$ 3,776 12/10/2018
O MERCADO na 5ª feira: Ibovespa cai 0,95%. Dólar sobe a R$ 3,776
 
O MERCADO 4ª feira: Mau humor externo faz Ibovespa cair 2,8% e Dólar subir a R$ 3,763 10/10/2018
O MERCADO 4ª feira: Mau humor externo faz Ibovespa cair 2,8% e Dólar subir a R$ 3,763
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009