Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

05 de Outubro de 2017 as 19:50:24



VAREJO ON LINE usa Dia das Crianças como teste para datas de fim de ano



 
O Dia das Crianças deverá ser usado pelo comércio eletrônico como termômetro de vendas para as principais datas do varejo brasileiro que acontecem no fim de ano, como a Black Friday e o Natal. A data, que é comemorada no dia 12 de outubro, é considerado o pontapé inicial para a temporada de fim de ano do comércio.
 
"Tanto para a preparação de estoque, como precificação deprodutos e gestão logística, as lojas virtuais devem usar o Dia das Crianças como uma espécie de aquecimento para as próximas datas sazonais de fim de ano", 
 
avalia Mauricio Salvador, presidente de Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). A entidade estima uma movimentação de R$ 2,1 bilhões nas vendas pela internet, o que representa alta de 5% ante 2016.
 
As lojas virtuais também devem testar a confiança do consumidor e a partir disso prepara ações para as datas restantes do calendário varejista no ano. De acordo com Índice de Confiança do Consumidor (ICC), da Fundação Getulio Vargas (FGV), houve incremento de 1,4 ponto em setembro, atingindo 82,3 pontos, sendo a terceira alta consecutiva.
 
De acordo com Willians Marques, sócio-diretor da Tray, unidade de comércio eletrônico da Locaweb, a data deve representar um crescimento médio de 15% dentro da carteira de clientes. com mais de seis mil lojas virtuais. "A movimentação já é sentida, uma vez que os consumidores já começam a fazer as compras no mês de setembro", afirma
 
Marques reforça que a data, que já é planejada com antecedência pelos lojistas virtuais, será utilizada para balizar as operações para a Black Friday e o Natal. 
 
"Será um teste válido, principalmente nas campanhas de atração de clientes e na operação logística", 
 
diz.
 
Quem também sente esse movimento é Luan Gabellini, sócio-diretor da Betalabs, empresa especializada em gestão de comércio eletrônico. O especialista afirma que muitos varejistas vem se preparando com bastante antecedência. Segundo ele, as principais estratégias vão ser focadas em promoções e opções de entrega com frete gratuito.
 
Gabellini ressalta que fatores macroeconômicos, como a variação cambial, que teve menos impacto neste ano, além da queda na taxa de juros e da inflação devem contribuir positivamente para as vendas. 
 
"As datas comemorativas esse ano tem tido sim crescimento, mesmo com um percentual menos significativo", 
 
afirma.


Fonte: Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm); Luan Gabellini, sócio-diretor da Betalabs; Willians Marques, diretor-geral da Tray (Locaweb)





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
IMPOSTOS - Arrecadação federal sobe 8,66% 20/10/2017
IMPOSTOS - Arrecadação federal sobe 8,66%
 
PIB MENSAL Itaú Unibanco estável em agosto 20/10/2017
PIB MENSAL Itaú Unibanco estável em agosto
 
CADE reprova compra da Mataboi pela JBJ 19/10/2017
CADE reprova compra da Mataboi pela JBJ
 
PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS natural cresce em setembro 18/10/2017
PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS natural cresce em setembro
 
CORREIOS - Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas 18/10/2017
CORREIOS - Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas
 
GRANDES EMPRESAS Cai 29% o número de trabalhadores 18/10/2017
GRANDES EMPRESAS Cai 29% o número de trabalhadores
 
AÉCIO NEVES - Senado derruba afastamento parlamentar imposto pelo STF 17/10/2017
AÉCIO NEVES - Senado derruba afastamento parlamentar imposto pelo STF
 
VAREJO - Pausa temporária na retomada das vendas 17/10/2017
VAREJO - Pausa temporária na retomada das vendas
 
CÉUS ABERTOS AOS EUA American Airlines e Latam pedem a Temer acordo com EUA 17/10/2017
CÉUS ABERTOS AOS EUA American Airlines e Latam pedem a Temer acordo com EUA
 
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva projeção da inflação de 2,98% para 3% em 2017 17/10/2017
BOLETIM FOCUS - Mercado eleva projeção da inflação de 2,98% para 3% em 2017
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009