Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

20 de Setembro de 2017 as 22:09:20



INVESTIMENTOS - O Mercado, na 4ª feira: Otimismo



Diário de Mercado, na 4ª feira, 20.09.2017

Nem discurso restritivo do Fed derrubou otimismo com o Brasil.

 

Resumo. 

Os investidores estiveram na defensiva hoje nos negócios de renda variável - situação corroborada por um mais fraco giro financeiro no dia, em virtude de rumores de mercado que haveria uma nova denúncia da PGR (Procuradoria Geral da República) contra o presidente Temer.

O fato acabou se confirmando no final da tarde, após estarem fechados os mercados. Assim, a volátil trajetória do índice brasileiro, que permaneceu oscilante ao redor da estabilidade em diversos períodos durante todo o dia pregão, refletiu esta situação.

Entretanto, como neste momento os agentes avaliam que será improvável que a acusação seja aceita pelo congresso, as realizações foram absorvidas e o índice encerrou tão somente levemente negativo, impactado pelas baixas de algumas blue chips.

Ibovespa.

O índice doméstico abriu o dia em baixa, revertendo sua rota logo pela manhã, atingindo a máxima do dia às 11:34h, em 74.949 pts. Em seguida, realizou e entre subsequentes idas e vindas fechou aos 74.656 pts, com ligeiro recuo de -0,18%, descontinuando três pregões seguidos de fechamentos positivos, mas, sem desfazer ainda sua atual tendência ascendente.

As baixas das blue chips Petrobras e Vale pesaram sobre índice, com a mineradora sendo influenciada pela queda de mais de 3% no preço do aço no mercado chinês.

O Ibovespa passou a acumular +2,16% na semana, +5,40% no mês, +23,96% no ano e +30,84% em 12 meses. O parco volume preliminar da bolsa totalizou R$ 5,593 bilhões, sendo R$ 5,399 bilhões no mercado à vista.

Capitais Externos na Bolsa - No último dado disponível, em 12 de setembro, a expressiva entrada de capital estrangeiro atingiu R$ 1,007 bilhão, alavancando o saldo positivo no mês para R$ 2,880 bilhões. Em 2017, o ingresso de capital estrangeiro passou a acumular R$ 13,865 bilhões no ano.

Agenda Econômica.

No Brasil, o IGP-10 da FGV variou +0,39% em setembro, versus deflação anterior de -0,17% em agosto, sendo o consenso dos analistas de +0,34%. O indicador passou a acumular deflação de -2,03% no ano e -1,66% em 12 meses. Os seus subíndices assim variaram: IPA-10 em +0,55%; IPC-10 estável em 0,0%; e o INCC-10 em +0,35%.

O índice IBC-Br, do Bacen, considerado uma prévia do PIB, avançou +0,41% em julho, ante crescimento de +0,55% em junho, acima do consenso, em +0,10%. Já em relação a julho de 2016, o indicador cresceu +1,41%, contra -0,43% no mês anterior, vindo acima do consenso de mercado, em +0,75%.

Câmbio e CDS.

O dólar chegou a principiar em alta, mas, paulatinamente foi perdendo forças e operou a maior parte da tarde em campo negativo. Ao longo do pregão, a divisa acompanhou o mais tranquilo ambiente externo e houve realizações das recentes altas.

A moeda encerrou cotada a R$ 3,1160 (-0,70%), acumulando +0,78% na semana, -1,02% no mês, -4,18% no ano e -6,76% em 12 meses.

 

Risco País - O risco medido pelo CDS Brasil 5 anos praticamente não teve alteração e encerrou em 182 pts, similar ao número da véspera.

Juros.

Corroborando com o ambiente positivo para a inflação e a SELIC, os juros futuros fecharam progressivamente em queda, da ponta mais curta para a ponta mais longa da curva da estrutura a termo da taxa de juros.

Para a sexta-feira.

Nos EUA, vendas no varejo, produção industrial, utilização da capacidade instalada e produção manufatureira, índice de confiança do consumidor da Universidade de Michigan e estoques de empresas. Na China, New Yuan Loans e Financiamento agregado.


Confira no anexo a integra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 20.09.2017, elaborado por Hamilton Moreira Alves, CNPI-T, Rafael Freda Reis, CNPI-P, e Ricardo Vieites, da equipe do BB Investimento


Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Hamilton Moreira Alves, CNPI-T, Rafael Freda Reis, CNPI-P, e Ricardo Vieites, da equipe do BB Investimento





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
INVESTIMENTOS - O Mercado na 6ª feira: Bolsa sobe 0,25% e Dólar cai a R$ 3,307 16/12/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado na 6ª feira: Bolsa sobe 0,25% e Dólar cai a R$ 3,307
 
INVESTIMENTOS - Renda Fixa - Mercado Secundário de Debêntures em 14.12 16/12/2017
INVESTIMENTOS - Renda Fixa - Mercado Secundário de Debêntures em 14.12
 
INVESTIMENTOS - O Mercado na 5ª feira: Bolsa cai -0,67%; Dólar sobe a R$ 3,336 15/12/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado na 5ª feira: Bolsa cai -0,67%; Dólar sobe a R$ 3,336
 
INVESTIMENTOS - O Mercado na 2ª feira: Bolsa caiu 1,22%, Dólar cai a R$ 3,322 14/12/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado na 2ª feira: Bolsa caiu 1,22%, Dólar cai a R$ 3,322
 
BOLETIM FOCUS de 11.12.2017 - Comentários pela equipe do BB Investimentos 11/12/2017
BOLETIM FOCUS de 11.12.2017 - Comentários pela equipe do BB Investimentos
 
INVESTIMENTOS - O Mercado Estável na 2ª feira: Ibovespa aos 72.800 pts e Dólar aos R$ 3,299 11/12/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado Estável na 2ª feira: Ibovespa aos 72.800 pts e Dólar aos R$ 3,299
 
INVESTIMENTOS - O Mercado na 3ª feira: Bolsa sobe 1,39%, Dólar sobe a R$ 3,326 12/12/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado na 3ª feira: Bolsa sobe 1,39%, Dólar sobe a R$ 3,326
 
INVESTIMENTOS O  Mercado na 6ª feira, 08.12: Ibovespa sobe 0,34%; Dólar sobe a R$ 3,2960   09/12/2017
INVESTIMENTOS O Mercado na 6ª feira, 08.12: Ibovespa sobe 0,34%; Dólar sobe a R$ 3,2960
 
INVESTIMENTOS Mercado na 5ª feira, 07.12.2017: Ibovespa cai 1.07%. Dólar sobe a R$ 3,2890 08/12/2017
INVESTIMENTOS Mercado na 5ª feira, 07.12.2017: Ibovespa cai 1.07%. Dólar sobe a R$ 3,2890
 
INVESTIMENTOS O Mercado na 5ª feira, 30.11: Ibovespa cai 1,0%. Dólar sobe a R$ 3,27 30/11/2017
INVESTIMENTOS O Mercado na 5ª feira, 30.11: Ibovespa cai 1,0%. Dólar sobe a R$ 3,27
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009