Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

03 de Agosto de 2017 as 01:08:43



BUNGE articula venda da companhia



 
A Bunge apresentou ao público um plano de reestruturação e cortes de custos de US$ 250 milhões.
 
 
A BUNGE, empresa norte-americana de commodities agrícolas não descartou, nesta 4ª feira, 02.08, a possibilidade de venda da companhia, ao reportar queda de 34% em seu lucro trimestral e seu presidente ter afirmado que os cortes planejados deverão melhorar o desempenho. 
 
A Empresa revelou um plano de cortes de custos e reestruturação no mês passado que poderá reduzir gastos em US$ 250 milhões até o fim de 2019.
 
A Bunge e suas rivais ADM Archer Daniels Midland, Cargill e Louis Dreyfus, conhecidas como o "ABCD" das operações globais de grãos, foram atingidas por um excedente de safras e após quatro anos de colheitas recordes no mercado internacional.
 
Em maio, a BUNGE havia rejeitado proposta de venda feita pela concorrente GLENCORE. Em teleconferência a analistas de mercado, questionado sobre se vender a companhia ainda permanecia como opção, o presidente Soren Schroder afirmou que avaliará o melhor caminho.
 
Analistas esperam que o segundo trimestre consecutivo de resultados fracos da Bunge encoraje uma nova abordagem da Glencore, enquanto outros acreditam que a reestruturação poderia dar à companhia tempo para entregar o crescimento prometido.
 
A despeito de sua da previsão mais corajosa para o restante do ano, a Bunge reduziu pelo segundo trimestre seguido sua estimativa de lucros do ano todo para seu negócio agrícola e suas unidades de alimentos e ingredientes.
 
"Estamos otimistas sobre um segundo semestre muito melhor, mas alguns contraventos do mercado vão persistir",
 
disse Schroder. O segundo trimestre foi marcado por vendas mais lentas de produtores na América do Sul e um difícil mercado de exportação, uma vez que a ampla oferta global e as compras diretas por importadores limitaram as oportunidades de trading.
 
A companhia vendeu 36,2 milhões de toneladas de grãos e outras commodities em seu agronegócio no segundo trimestre, mas o lucro bruto do segmento caiu em mais da metade, para 157 milhões de dólares.
 
Nesta 4ª feira, a companhia cortou sua meta de lucro do ano todo para seu negócio agrícola para entre 550 milhões e 650 milhões de dólares, ante 800 milhões a 925 milhões no primeiro trimestre, e sua meta de lucro da unidade de alimentos e ingredientes para entre 210 milhões e 230 milhões de dólares, ante 245 milhões a 265 milhões de dólares.
 
O lucro líquido atribuível aos acionistas caiu para 72 milhões de dólares, ou 51 centavos por ação, no trimestre, ante 109 milhões de dólares, ou 78 centavos por ação, há um ano. As ações da Bunge caíram 0,5 por cento a 77,73 dólares após abrirem em alta nesta quarta-feira.


Fonte: AGROLINK





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência 15/12/2017
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência
 
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões 14/12/2017
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões
 
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor 18/08/2017
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor
 
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040 14/12/2017
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040
 
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos 14/12/2017
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos
 
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança 14/12/2017
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança
 
COMÉRCIO - Varejo  tem queda de 0,9% em outubro 13/12/2017
COMÉRCIO - Varejo tem queda de 0,9% em outubro
 
ATA DO COPOM  Ligeiramente desconfortável 13/12/2017
ATA DO COPOM Ligeiramente desconfortável
 
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas 11/12/2017
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas
 
UE e Mercosul encerram rodada de negociação 10/12/2017
UE e Mercosul encerram rodada de negociação
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009